Painel do Leitor

Troco em cartório

O usuário do 26º Cartório de Registro Civil – Vila Prudente, Paulo Roberto Adrile reclama que constantemente a unidade não possui troco para os serviços realizados. Ele conta que no último dia 6 gastou R$ 27 e entregou R$ 30 para pagar a conta, mas precisou esperar cerca de 40 minutos para receber R$ 3 de troco. Segundo Adrile, outras pessoas também enfrentaram o problema, mas algumas foram embora sem levar o troco. Outra queixa é referente ao preço do serviço de reconhecer assinatura, o qual possui o custo de R$ 9. “Mas, quando as pessoas pagam com R$ 10, quase sempre não há R$ 1 de troco e muitos se retiram com o prejuízo”, comentou Adrile.

Segundo o oficial de registro civil do cartório, Renato Luiz de Paula Sousa Junior, afirmar que a falta de troco constitui exclusividade proposital do cartório é ignorar a realidade da região. Ele ressaltou que basta caminhar e conversar com os comerciantes para constatar que o problema, infelizmente, afeta toda a imediação, como resultado, principalmente, da diminuição da circulação de cédulas e moedas e de sua notória escassez nas agências bancárias da região. Foi esclarecido que, para dar mais conforto aos usuários, além de dinheiro e cheque, o cartório aceita cartão de débito para o pagamento de todos os serviços prestados pelo cartório. Foi destacado ainda que, na hipótese de pagamento em dinheiro, a política do cartório consiste em devolver a mais para o usuário, absorvendo o prejuízo de eventual falta de troco.

 

Parque de Vila Ema

“Estou esperançoso que o Parque de Vila Ema finalmente será implementado, mas temos que lutar também para que outros parques sejam criados nas poucas áreas verdes restantes na região como o terreno da antiga Linhas Corrente, no Jardim Independência, onde metade da área foi destruída para a construção do pátio do Monotrilho e o terreno que abrigou a Esso, no Parque da Mooca”, comentário do leitor Paulo Santos após a publicação da reportagem na edição passada que retratou o interesse da construtora proprietária do terreno  na Vila Ema em doar a área em troca de potencial construtivo em outra localidade.

15 Comentários

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.

  • Anônimo 15 de outubro de 2010, 18:37

    Gostaria de protestar, a respeito da mudança da Sabesp Vila Santa Clara na Sapopemba para Rua Antonio Marcondes, 81 travessa da Avenida Nazaré altura do nº 1.500 perto do Bairro do Sacomã e da Saúde totalmente fora do nosso bairro, é um desrespeito para quem mora próximo da Vila Prudente, tirar única agência da Sabesp daqui do Bairro, os moradores querem a agência próximo da onde estava a Sabesp na Vila Santa Clara.
    Atenciosamente,
    Adriana do Nascimento

  • Anônimo 22 de outubro de 2010, 15:16

    Será que a Folha da VP já se esqueceu da “campanha” para que a Rua João Padilha, ao lado do Supermercado Sondas, travessa da Rua Pacheco Chaves, na Vila Prudente, seja aberta e ligada ao retorno da Anhaia Melo para entrar na Av. Francisco Mesquita, facilitando a nossa vida que sofre com o pesado trânsito da Anhaia Melo e adjacências?

  • Anônimo 22 de outubro de 2010, 15:22

    Peço que a Folha VP veja a bagunça que ficou a Rua Inácio com Pça. Republica do Libano, na Vila Zelina, para quem vem da Vila Prudente, pois no último trecho da Rua Inácio está fechado por contra mão, impedindo o fluxo nornal de trânsito, obrigando ao motorista a efetuar caminhos alternativos ainda piores do que se deixasse aberto esse pedaço da Rua Inácio. Se for à esquerda há um supermercado com todo o seu movimento; à direita não temos como entrar na Av. Zelina no sentido de Santo Andre, pois o trânsito é muito pesado. Acho que faltou novamente planejamento para o fechamento dessa rua.

  • Cesar Augusto Serau 27 de dezembro de 2016, 21:31

    *ÁRVORE PRESTES A CAIR*
    Boa noite!…
    Na rua Visconde de Inhometim, em frente ao n* 196, hâ uma árvore de grande porte com inclinação de cerca de 60* prestes a cair sobre a fiação.
    O morador informou que, há pouco tempo atrás, já caiu um enorme galho que derrubou a rede elétrica, interrompendo o fornecimento de energia por várias horas.
    Segundo esse morador, a prefeitura já foi notificada mas não tomou providências.
    Atenciosamente,
    Cesar Augusto Serau

  • Vanda R.P.Gomes 31 de janeiro de 2017, 16:11

    Sou moradora da Rua Igarata, 52 e temos uma árvore plantada pela Prefeitura que está muito alta e durante o ano todo caem muitas, mas muitas folhas onde entope calhas e bueiros e quando chove já sabemos o resultado. Os galhos estão encostando nos fios de alta tensão. Esta árvore não adianta poda e sim rebaixamento ou remoçao com troca de uma mais apropriada para esta calçada. Fizemos solicitações junto a PMSP a cerca de dois anos e a resposta é sempre a mesma: Aguardem. Aguardar até quando?

  • carlos gentil muller jr 13 de fevereiro de 2017, 14:29

    Gostaria de denunciar o descaso que nossa regional com as manutenções das ruas. Mora na rua Americo Vespucci a maioria das ruas ali na beira das calcadas o mato esta crescendo sem haver o devido corte. Ha meses desde o final do mandado do antigo prefeito e o novo nao a limpeza e manutenção do meio fio. Na esquina da Ruas Americo Vespucci com Emilio Barbosa, na Esquena da Emilo Barbosa com a Rua Marques de Praia Grande.
    Alem de deixar uma aspecto de rua largada devido esta alto o mato ele retem agua parada que pode proliferar os mosquitos.
    Gostaria que o Jornal verifica se essa situação e entra em contato com nossa regional.

  • Humberto 25 de março de 2017, 01:25

    Se algum leitor “ingênuo” acha que a CET ganha por multa aplicada, deveria passar na Rua Pinheiro Guimarães pra ver carros estacionados LIVREMENTE SOBRE A CALÇADA AO LONGO DE TODA A VIA apesar de nos últimos anos eu ter feito CENTENAS de solicitações de fiscalização e não ter dado em nada. Além disso, de quarta até sexta ou sábado fica pior ainda, por conta dos bares – alguns recém inaugurados, vindos da Rua das Heras – e hoje mesmo eu mandei a CET lá pra apanhar os VAGABUNDOS E MELIANTES. Parece até que a CET está proibida de multar na região da Vila Zelina, placas de “proibido estacionar” sumindo ( Rua Inácio com Pça República Lituana ), coisas muito estranhas ocorrem neste bairro. Eu ainda pego esses canalhas, anotem aí.

  • Rosa Maria 31 de março de 2017, 12:37

    Caro jornal. por diversas vezes já informei e questionei o seguinte :
    Na rua Marfisa, 412 , Vila Diva tem uma “casa” se é q pode ser assim chamada, QUE TEM PELO MENOS 4 MTS DE ALTURA DE LIXO , EM TODA SUA EXTENSÃO. isto já deve ter uns 15 anos, que acontece.
    Não móro no local, só passo por lá as vezes. Já foi tirada foto, enviada para a prefeitura , ja foi denunciado no CONSEG DA VILA DIVA Q SE REUNE NA IGREJA N S PERPETUO SOCORRO, DENUNCIADA NO 156 , e assim vai .
    Até o momento não houve providencias …… Até no google conseguem ver o descaso……de tão antigo q é.
    Gostaria que esta denuncia viesse a publico, para ver se conseguem resolver. Agradecida,

    • Alberto Ferreira 13 de abril de 2017, 20:34

      E o Ivan da farmácia o que fala sobre o problema???

  • Humberto 1 de abril de 2017, 01:11

    Cumprimento a CET e a SMT sobre o caso da multa na Rua do Oratório e informo que, se quiserem pegar mais meliantes, é só dar uma passada às quintas e sextas-feiras, geralmente a partir das cinco da tarde até meia-noite, na Rua Pinheiro Guimarães, desde a Av Anhaia Mello até mais ou menos o número 700, do lado par da citada via. Podem vir uns dez amarelinhos e vários talões de multa, porque trabalho não vai faltar, por conta do mar de carros que são criminosamente estacionados nas calçadas por causa do bares, restaurantes, mercados e academias estabelecidas na mesma. Se precisar de ajuda, podem me chamar.

  • Pedro Ataíde Acioli 11 de julho de 2017, 14:08

    Boa tarde :
    Quero registrar à minha indignação contra o funcionário da empresa de ônibus Via sul . Em 11/07/2017 ,o funcionário possivelmente o motorista , conduzia o veículo de prefixo 52282 , linha 5141/10 ,pça do correio , term. Sapopemba.Quando o veículo se aproximou das vias ,R.do Acre com Av. Salim Farah Maluf , o semáforo ficou vermelho para o ônibus ,isso ocorreu às 10:29hs . O motorista passou o volante deste veículo , para uma outra pessoa , eu acredito vque que seja o contador, notava – se que aquela pessoa que acabara de assumir o volante do coletivo era inesperiente , ela dava tranco no veículo ao mudar às marchas . Eu descir do ônibus no final de vila diva , é ela permaneceu conduzindo o veículo .

  • Darcio 23 de julho de 2017, 18:28

    Com relação à questão das pipas no crematório e no parque, os riscos que representam para os usuários, a destruição da fauna e da flora, são assuntos abordados dezenas de vezes. Não é passando por lá que a Gurda vai resolver. Já cansamos desta resposta vazia de uma ação inutil ou de ação nenhuma. Eu já vi os guardas esperando o segurança subir e avisar estas pessoas ( empinadores com linha cuja lei proibe de ser usada) para sair. Os meninos ignoram, riem, dão a volta e voltam.
    Esses são os futuros cidadãos com os quais teremos que conviver. Não tem educação, não tem respeito pela figura de autoridade, não tem sensibilidade. Provavelmente serão os adultos que se sentirão no direito de tirar seu celular e seu Tênis e quem sabe ate te matar por que vc não é nada pra ele.
    E a Administração do Parque??? Nunca, nunca os vi ao lado dos seguranças, fazendo alguma coisa.Já que não existe regra, lei, nem autoridade que dê conta, porque não constroem uma barreira de bambu, bem alto, colocam cercatina, sei lá!!! Muito triste ver a destruição das árvores, dos passaro, os riscos que os usuários tem que correr e não ha ninguem por nós!!!

  • Anonimo 18 de setembro de 2017, 14:25

    Boa tarde, gostaria de saber quando a Sub prefeitura Vila Prudente irá tomar providências referentes a veículos abandonados que se encontram a meses na 01 Fiat/UNO na Rua Granito próximo à esquina da rua Mata MAchado. que está batido a meses no local e só serve para acumulo de lixo e possibilita usuários de drogas se esconderem trás dele para usar drogas. Descendo a rua Granito ainda sentido a rua Simião Fernandes a outro carro abandonado que pode ser notado facilmente pelo estado de sujeira e pneus vazios, assim como na própria rua Simião Fernandes tb tem dois carros em estado de abandono, esses acredito que há mais de ano, já que nem placa possuem….Na mesma rua Simião Fernandes nº191 há um depósito de pneus, onde muitos desses ficam expostos ao tempo, sem cobertura o que propicia a reprodução de pernilongos e mosquitos na época das chuvas, esse ultimo caso já relatei no site da sub prefeitura e não vi mudança nenhuma, acho que nem foram ao local verificar.

  • Anonimo 19 de setembro de 2017, 00:52

    Boa noite gostaria de saber quando a subprefeitura vila prudente vai remover o Fiat uno que se encontra batido e abandonado na rua granito próximo a esquina da rua mata machado, o carro está há meses lá juntando lixo e servindo de esconderijo para usuários de drogas, na mesma rua granito próximo a rua Simiao Fernandes há mais 3 carros abandonados sem placa, um pegeout branco é uma van…..na mesma rua Simiao Fernandes no número 191 há um terreno com parte descoberta q serve de depósito de pneus, q pode virar um foco de dengue. Quando a prefeitura vai verificar isso???

  • cremilda estella teixeira 23 de outubro de 2017, 09:04

    GOVERNADOR DE SÃO PAULO, A GENTE PEGA VOCÊ NA SAÍDA !!!!!
    O Bulliyng sempre existiu nas escolas. Aluno sempre brigou na escola, na saída, claro..Tinha aula sempre e de boa qualidade. Não dava para levar o desentendimento do recreio para a sala de aula. Era perder ponto importante e professora não dava mole. A ameaça “te pego na saída “, nem sempre se concretizava. Quando acontecia era da portão para fora. Trocavam socos e no dia seguinte estavam de bem. Hoje tem professora mediadora na Escola Pública de São Paulo e não resolve nada. As aulas são poucas e de má qualidade.
    Hoje quando um grupo de alunos zua alguém é considerado um crime, e ele o aluno vítima sabe que não pode contar com ninguém na escola. Nâo pode esperar o fim da aula que a humilhação vai para dentro da sala e não termina ali. Se ele não reagir, será linchado…não tem a quem recorrer. Ninguém nem nota. Ele vai ter que resolver sózinho.
    Podre do cidadão que faz justiça com as próprias mãos, desacredita no Poder Constituido.
    Assim é o aluno que mata, o recurso extremo . O extremos do desespero…
    Morre o sossego dos pais e dos alunos com a morte da escola Risonha e Franca que cantava o poeta…
    Escola Pùblica que matou a Escola Particular. Nem você que tem filho na escola particular pode ficar sossegado.São Paulo, dando os piores exemplos e o resto do pais seguindo …São Paulo, o carro chefe do país…
    Hoje escola é local de risco de várias formas, inclusive
    MATA !!!!