Colunão

*Colunão 24 de junho

Estacionamento em área verde
Apesar dos insistentes questionamentos deste semanário, a Prefeitura continua sem elucidar qual legislação garantiu ao CDC Parque Ecológico o direito de utilizar novamente parte da área do Parque Profª Lydia Natalízio Diogo, o popular Parque de Vila Prudente. Enquanto isso, recente placa fixada na área verde “oficializa” o local como estacionamento do CDC aos sábados das 8h às 18h e aos domingos das 8h às 14h30. Retrocesso nada ecológico!

Tente entender
No final de março de 2014, em uma ação envolvendo a Secretaria do Verde e a Subprefeitura de Vila Prudente, foi derrubado muro que existia no local e a área de 6,4 mil m² foi anexada à planta do Parque de Vila Prudente. A explicação oficial na época, inclusive da então subprefeita Patrícia Saran, foi que o espaço era utilizado irregularmente pelo CDC. A atual gestão municipal não se preocupa em justificar o que mudou na decisão adotada oito anos atrás. Continuamos aguardando o pronunciamento. Aviso: a Folha não tem o hábito de deixar a pauta cair no esquecimento até estar devidamente e democraticamente explicada.

Reforço do reforço
A Prefeitura liberou na última quarta-feira, dia 22, a quarta dose contra a Covid-19 para pessoas a partir de 45 anos de idade. É necessário ter recebido o reforço anterior há mais de quatro meses. Apesar de o Ministério da Saúde ter autorizado esse reforço extra para a população a partir de 40 anos, a Secretaria Municipal de Saúde decidiu que a vacinação desse público será feira de forma escalonada na capital sem ressaltar quando começa a próxima fase. A imunização ocorre em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Assistências Médicas Ambulatoriais (AMAs)/UBSs Integradas das 7h às 19h.

Fim do pioneirismo
Desde o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil em janeiro de 2021, a cidade de São Paulo se destacava pelo pioneirismo na imunização de cada novo grupo, se antecipando inclusive às datas oficiais anunciadas pelo Ministério da Saúde e pelo próprio Governo do Estado, que faz a distribuição das vacinas. Agora, a nova gestão municipal fica atrás até da diretriz do Governo Federal cujo histórico nunca foi de agilidade em relação à imunização contra o coronavírus. Enquanto isso, a capital paulista vive novo surto da doença.

Tudo sob controle?
Sobre a realização de grandes eventos que reúnem multidões, como a Parada do Orgulho LGBT+ ocorrida domingo passado na avenida Paulista e o Esquenta do Carnaval anunciado para o mês que vem, a Prefeitura respondeu à Folha que “a Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa) segue monitorando, diariamente, o cenário epidemiológico da capital, inclusive através de sequenciamento genético e notificações de casos, internações e óbitos. Neste momento, os dados epidemiológicos, incluindo a grande adesão da população à vacinação, permite a execução de grandes eventos em toda a cidade”.

Contra a gripe
Com a baixa adesão dos grupos elegíveis para a campanha de vacinação contra a Influenza (gripe), a Secretaria Municipal da Saúde autorizou desde a quarta-feira, dia 22, a aplicação da dose contra a gripe para toda a população da capital acima dos seis meses de idade. O imunizante produzido pelo Instituto Butantan é trivalente, composto pelos vírus H1N1, a cepa B e o H3N2, do subtipo Darwin, que causou os surtos de gripe no ano passado. É recomendado apresentar um documento de identificação com foto e a carteirinha de vacinação. Até o final da terça-feira, dia 21, a cobertura vacinal para a gripe estava em 55% na cidade.

Arnaldo Faria de Sá
O vereador faleceu no último dia 16, aos 76 anos, em decorrência de complicações da Covid-19. Ele foi eleito em 2020 e assumiu a cadeira na Câmara Municipal no início da atual legislatura em janeiro de 2021. A trajetória política de Arnaldo Faria de Sá é marcada por oito mandatos como deputado federal. Na Prefeitura de São Paulo esteve como secretário de Esportes na década de 1990, secretário de Governo no início de 2000 e assumiu a Subprefeitura de Jabaquara em 2019. Na Câmara era membro da Comissão de Trânsito, Transportes e Atividade Econômica e presidente da Comissão Extraordinária do Idoso e de Assistência Social. Ele também estava como relator da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Poluição Petroquímica.

Assume a cadeira
Conforme prevê o Regimento Interno da Câmara em casos de falecimento de um vereador, o presidente da Casa, Milton Leite (União), declarou a extinção do mandato de Arnaldo Faria de Sá e convocou o suplente Major Palumbo (PP) a assumir a cadeira. Marcos das Neves Palumbo, de 47 anos, atuou durante 26 anos no Corpo de Bombeiros e é bastante conhecido por ser o porta-voz da Corporação nos últimos anos. A solenidade de posse foi realizada na Sessão Plenária da última quarta-feira, dia 22.

Rotary Alto da Mooca
A Festiva de Transmissão de Posse está marcada para a próxima sexta-feira, dia 1º de julho, a partir das 20h, no espaço Villa – Mooca. Gerson Pedro Rosa assume a presidência para a gestão 2022/2023 no lugar de Marcelo Najjar Abramo.

Ação Social
A Legião Mirim de Vila Prudente promove o evento neste sábado, dia 25, das 10h às 15h, em sua sede na rua João Batista Mendo, 200, no Jardim Avelino. Serão oferecidos diversos serviços gratuitos nas áreas de saúde e cuidados pessoais, como terapia de relaxamento, ioga, teste de visão e corte de cabelo. Também haverá manutenção de bikes e distribuição de pipoca e algodão doce para crianças, além de sorteios.

Tenor Nino Valsani
Neste sábado, dia 25, a partir das 10h30, acontece a inauguração da praça Nino Valsani, localizada na esquina da avenida Anhaia Mello com a rua Manuel da Costa, no São Lucas. A área verde ganhou a denominação através de lei de autoria da vereadora Edir Sales (PSD), aqui da região. Trata-se de homenagem ao tenor falecido em 2017, um ícone da música erudita e que integrava o trio que fazia grande sucesso nas festas de San Gennaro, na Mooca.