10 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.
  • Anônimo 18 de junho de 2014, 20:24

    é o que ocorre há 20 anos com o governo alckimin só inaugura obras para o oublico às vespera da eleição, será igual ao metro Vila Prudente (e várias outras estações inalguradas, uma a cada ano eleitoral): operação assistida 2 dias antes do primeiro turno, e operação assistida prolongada 2 dias antes das eleições do segundo turno.

    e o pior é que os paulistas continuam elegendo esse alckimin.

  • Anônimo 19 de junho de 2014, 01:45

    O que falar desta obra que ERA para seria construída em um tempo MENOR que uma do metrô ???
    As respostas que temos dos nossos queridos governantes são as de sempre, acho que a resposta correta precisa ser dada nas urnas. Há mais de 20 anos somos enrolados !!! Chega !!!
    Ainda temos pendências da nossa obra do metro, cadê a urbanização em voltas da região da rua amparo e Ibitirama ???

  • Anônimo 20 de junho de 2014, 18:40

    Então estamos mal em todos os sentidos seja no governo ou seja na prefeitura, nada se resolve, tudo se delonga.

  • Anônimo 20 de junho de 2014, 12:05

    Ao invés de pagar uma fortuna para as TVs, com promessas que não pode cumprir, não seria mais sensato darem o aumento pleiteado pelos operários, os quais estão fazendo das tripas coração para entregar essa obra antes das eleições?

    • Anônimo 23 de junho de 2014, 17:39

      não do ponto de vista eleitoreiro, afinal aumentar o salário dos operários, e todo o setor público (o estado paga bem menos que a prefeitura nesses casos) não iria à publico; para ganhar votos o psdb só faz obra, e apenas inaugura em véspera de eleição

  • Anônimo 21 de junho de 2014, 03:59

    Poxa, esperava uma declaração mais honesta do Sr. Presidente do Metrô, do tipo … “Por motivos estritamente eleitoreiros deixaremos a inauguração da obra do mausoléu para depois da Copa do Mundo, ocasião em que todos já terão esquecido a farra com o dinheiro público e o foco certamente se traduzirá em votos nas urnas para quem a fez”.

    • Anônimo 23 de junho de 2014, 17:37

      Acho que não é bem assim, o problema é que se entregassem (como prometido) antes da copa, os eleitores associariam ao plano do governo federal para agilizar obras para a copa, se entregarem na véspera das eleições (como o governo psdb faz há 20 anos) fica mais fácil de se fazer campanha.

      não se engane, não há dinheiro publico na construção dos estádios, apenas um financiamento, um emprestimo, onde o único pormenor seriam as taxas abaixo do mercado (as empresas pagarão juros de 6% ao ano, menos que qualquer outra taxa de financiamento praticada por outros bancos)

  • Anônimo 25 de junho de 2014, 14:29

    É, mas julho de que ano mesmo???

  • Anônimo 21 de julho de 2014, 23:12

    e na cidade tiradentes deve chegar na copa de 2018. isso com todo otimismo possivel

  • Anônimo 28 de julho de 2014, 05:41

    Mudei para a região faz 03 anos e meio desde lá a obra já vem sendo construida. Se levou isso para chegar até Oratório, acho que chega e, cid. Tiradentes em 2050. Que vergonha!!!!!!! O que adianta ser monotrilho se demora mais tempo do que o Metrô para ser construido?