9 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.
  • Anônimo 31 de março de 2015, 12:34

    Já escrevi e enviei fotos algumas vezes reclamando dessa passarela, que consta no orçamento e nunca saiu do papel. Alguém tem contato com os meios tele visíveis? Vamos nos reunir e enviar matérias para a televisão para que se faça uma matéria. A Folha VP já nos ajuda e muito com matérias e cobranças mas acho que temos que tomar atitudes mas drásticas em relação a isso, inclusive com as enchentes. Como pode construir obras desses portes em um local de enchentes…

    l.d.j@ig.com.br

  • Anônimo 27 de março de 2015, 17:48

    A noite não é possível atravessar neste trecho, pois é muito perigoso, escuro, com desníveis, as pessoas saem correndo para conseguir atravessar, o que me incomoda é ver que ninguém faz nada, existem varias pessoas caindo pois nem uma faixa amarela sinalizando os desníveis colocaram no chão.

  • Anônimo 27 de março de 2015, 17:18

    O povo sofre com estes (des)governos….cadê os políticos???…dos direitos (des)humanos……..acorda BRASIL!!!!!!!

  • Anônimo 27 de março de 2015, 21:17

    Uma vergonha essa travessia. Desrespeito total com os usuários do transporte público. Para os carros o semáforo fica quase quatro minutos aberto.

    VER-GO-NHA

  • Anônimo 28 de março de 2015, 00:11

    Eu sou a moça que caiu na terça dia 24 estou com a mão machucada estou afastada do serviço por causa da queda por favor vamos ilumina melhor o trajeto do metro como eu outras

  • Anônimo 27 de março de 2015, 16:05

    Se pensarmos que uma passarela poderia resolver todo esse problema ficamos ainda mais indignados. Não me lembro de nenhuma outra estação situada em uma via de grande circulação que não tenha uma passarela ou saída nos dois lados da mesma.
    Mas, sobre a nova mudança da faixa de pedestres, concordo com tudo descrito na matéria e eu mesmo quase fui atropelado por um caminhão que ignorou o semáforo vermelho avançando sobre a faixa, talvez pela maior distância entre a faixa e o semáforo alterados recentemente, por sorte tenho o costume de verificar se os carros pararam mesmo com o semáforo de pedestres verde.
    Fica o desabafo de mais um cidadão e pedestre que se sente desrespeitado diariamente.

  • Anônimo 30 de março de 2015, 12:19

    Sempre me perguntei pq esta é a unica estação q não tem diversas saídas, por exemplo, saída ibitirama, anhaia melo lado par e impar…isso é resultado de falta de planejamento, não se preocupam em medir o impacto no transito e na segurança dos pedestres. Uma passarela lá além de dar segurança aos pedestres melhoraria o fluxo da avenida….enfim esta cidade está sem liderança…fora PT da cidade e do país!

  • Anônimo 28 de março de 2015, 00:59

    Boa noite
    Sou eu a moça que caiu na terça dia 24 na calçada do metro eu não notei que havia um desnível da calçada por isso cai a iluminação esta ruim a noite
    O pessoal passa correndo ai corremos o maior risco de cair o ser atropelado

  • Anônimo 2 de abril de 2015, 14:59

    E o ponto de ônibus então? Primeiro, mudaram para o lado da faixa de pedestres; ficava tão cheio de pessoas que a calçada era totalmente bloqueada. Voltaram então pro lugar anterior (embaixo da estação do monotrilho). Agora, resolveram dividir o ponto em duas paradas, sendo que uma delas é lá na esquina da Ibitirama com a Anhaia Mello. Longe, sem iluminação nem proteção contra sol e chuva – sem contar que agora temos de escolher que ônibus pegar, pois alguns param em um ponto e outros param no outro, distante.