3 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.
  • Anônimo 2 de março de 2012, 16:45

    Atualmente a av. Presidente Wilson, virou alvo de invasões! Cadê as autoridades para remover as famílias e dar uma moradia digna as pessoas? O primeiro ato é evitar a invasão, pois depois que tomam contam, infelizmente pouco se faz e acidentes com incêndios se tornam frequentes, penalizando os moradores invadidos, os pedestres que passam pela avenida e também o trânsito que já é caótico no local!!
    ATENÇÃO SUBPREFEITURA IPIRANGA/MOOCA, vamos trabalhar e organizar esta situação!

  • Anônimo 2 de março de 2012, 17:33

    em vez de ficar dando dinheiro pra esse povo que invadiram esse terreno que pegou fogo, deveriam dar moradias para que eles vivesse em paz, agora vem nosso prefeito falar em dar vale aluguel pra cada moradores, desse jeito isso nunca vai acabar, porque tem muitos que moram ali nao precisa desse dinheiro, muitos tem carro tem bares e borracharia ali mesmo, acho que deveria lacra tudo que e comercio no local, ai sim acho que resolveria alguma coisa, e forçaria a mudança de todos ali, e que a sub-vp e sub ipiranga nao vale nada so tem vagabundo e eles nao estao nem ai com a situaçao dos moradores, tanto e que depois do incendio, esta via esta tomada de entulho e madeiras queimadas, onde esta as subs, que ate agora nem deu sinal de vida aos moradores que estam no local, tudo isso e uma vergonha, estamos de olho, o povo pede moradia urgente, estamos de saco cheio de promessa, viva seu kassab/alkimin, eles estam mais preocupado e com o metro, da mais lucro a todos esses corruptos. 🙁 :zzz 😐 😉

  • Anônimo 1 de março de 2012, 20:18

    isso tudo e culpa dos nossos prefeito e governador que nao poe ordem nessa merda de cidade, esse povo sairam de uma invasao para outra na mesma rua, so atravessaram e invadiram outro terreno, cade as autoridades nessa hora , aqui nao existe lei a lei e a invasao e nimguem impede esse lixao na cidade.