1 Comentário

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.
  • Anônimo 3 de julho de 2015, 18:49

    Na rua Iguará, é exatamente igual, uma rua que nunca foi Recapeada cheia de remendos, que a partir das 3 hs da madrugada, descem aquelas carretas enormes deixando os imóveis com rachaduras. Sem dizer dos moradores do albergue que ficam nas calçadas da citada rua, dizendo tomar conta dos carros fazendo suas necessidades fisiológicas nas calçadas e xixi em garrafas pet.
    Está duro morar na rua Iguará.