17 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.
  • Anônimo 19 de junho de 2015, 19:27

    Boa tarde! Me chamo Rose, e sou mãe de uma ex-funcionaria desta instituiçao que insistem em chamar de escola. Indignaçao eh pouco dizer, diante do sentimento que presencio todos os dias minha filha passar. Uma funcionaria que se dedicou de corpo e alma para este Colegio, e nao ter seus direitos garantidos por Lei. Vejam, estou falando de direitos garantidos POR LEI. Ninguem está cobrando nada, a não ser o que lhe é de direito. Fica um aviso para esses “donos” deste colegio. A lei tarda, mas não falha. E acima de tudo existe a Lei de Deus, e a Ele, vcs jamais poderão enganar. Fica aqui o desabafo de uma mãe, que acompanha dia após dia, o sentimento de tristeza da sua filha, por ter se dedicado tanto à estes senhores, que não tem compaixao e não sabem sequer respeitar o proximo.

  • Anônimo 19 de junho de 2015, 14:50

    Trabalhei neste “colégio” por 2 anos e meio. Saí em janeiro de 2015, após passar o final do ano sem receber. Os senhores donoes deste estabelecimento chamaram os funcionários no local em período de recesso para informar que não poderiam pagar os salários devido terem que pagar um valor alto para os donos do imóvel. Em janeiro tbm não recebi o salário de dezembro. Então fui até o local e pedi as contas. A senhora diretora ofereceu dobrar o salário para eu continuar, mas graças a Deus, me mantive firme na decisão e saí. Tive que entrar com processo e para maior desespero nunca foi depositado um centavo de FGTS. Ganhei a ação e deveriam começar a pagar dia 15/7. E como palavra e responsabilidade é uma coisa que passa longe deles, o acordo também não foi cumprido. Isso deveria ser caracterizado roubo, uma vez que se apropriaram de um dinheiro que não os pertence.
    Qual o valor que estes que trabalham com EDUCAÇÃO passam aos alunos???

  • Anônimo 16 de junho de 2015, 18:31

    É uma pena toda essa situação. Meu filho estudou lá de 2010 até final de 2014. Em maio de 2014 eu fiquei sabendo da ordem de despejo e fui checar. Como todos sabem os processos judiciais nós conseguimos acessar através do site TJ. Li todo o processo desde o inicio e lá já havia uma ordem de despejo para ser executada até o final de janeiro, onde em agosto eles (escola) recorreram. Eu tentei falar com a escola, mas na época não foi possível, e alertei os pais que eu tinha mais intimidade ,orientando eles fazerem a pesquisa dessa historia. Com tudo isso, achei uma absurdo a postura da escola na época, não honrar com o próprio negocio e alem de tudo, esquecer que os pais deixavam os seus maiores tesouros na mão deles. Eu resolvi trocar meu filho de escola e comecei a fazer pesquisa, foram 3 meses visitando colégios, inclusive pesquisando o CNPJ de todos para saber como conduziam suas finanças. Em outubro de 2014 escolhi um colégio e garanti uma vaga para meu filho para 2015. Há muitos pais que conheço que continuaram na escola, resolveram não ir atrás da verdadeira historia . Muitos não acreditaram na época, mas tb decidiram esperar acontecer. e agora estão passando por essa situação lamentável. Sobre eles irem para outro prédio, a minha opinião só estão mascarando o problema, pois continuam inadimplentes, com funcionários descontes e cada vez mais o ensino vai ficando decadente. Pra quem continua, desejo boa sorte, mas deveria pensar um pouco mais, muitas vezes o barato sai muito caro!!

    • Anônimo 19 de junho de 2015, 15:35

      oi Livia, bom dia! minhas filhas estudam lá. Qual foi o colegio que você matriculou o seu filho? Pois fui ver em vários colegios e fiquei em dúvida.
      obrigada
      Rosana

  • Anônimo 19 de junho de 2015, 19:19

    Corrigindo a data para pagamento da primeira parcela do acordo deveria ter sido 15/6.

  • Anônimo 19 de junho de 2015, 13:52

    deveria ser publicado com enfase e como aviso aos pais , que esssa instituição escraviza seus funcionarios não pagando seus direitos trabahistas , nem mesmo quando determinados em tribunaius do trabalho , enquanto isso dizem estar indo para outro predio para continuar com suas falcatruas , exploração, enquanto ostentam riqueza perante o sofrimento destes funcionarios.

    SRS PAIS E PARA ESTAS PESSOAS QUE ESTÃO ENTREGANDO SEUS FILHOS

  • Anônimo 15 de junho de 2015, 16:30

    Brasil: Pátria Educadora.

  • Anônimo 30 de junho de 2015, 00:18

    Olha gente essa escola fez essa sacanagem com todos os pais (inclusive eu), credores e donos do prédio, e hoje descobri que estão abrindo outro prédio na Rua José dos Reis, próximo ao número 677, O NOME DA ESCOLA ESTÁ BEM PEQUENINO, DISCRETO, folha averigua isso, porque da calote em aluguel e abrir outro prédio com esse dinheiro fica facil.

  • Anônimo 30 de junho de 2015, 00:23

    Descobri que essa escola esta abrindo novamente, em segredo na Rua José dos Reis, próximo ao número 677. Depois de fazer toda essa patafurdia comalunos pais ecredores, estao na surdina abrindo um novo prédio. …repórteres desse jornal distinto, averiguem…….

  • Anônimo 30 de junho de 2015, 18:36

    É uma vergonha o que fizeram conosco, e olha gente estão abrindo novamente na rua Jose dos Reis 693, impunemente, Folha de Vila Prudente, nao deixe isso passar em branco.

  • Anônimo 22 de setembro de 2015, 18:25

    No site Reclame Aqui existe uma reclamação parecida com a minha (bebê com refluxo foi mal cuidada). Além disso, meu filho adquiriu estomatite na garganta e infecção por Streptococcus sp, diagnosticadas no dia seguinte que foi para essa escola, tendo muita febre alta e complicações, por causa da alergia que apresentou ao antibiótico. Segundo os médicos, por falta de higiene na escolinha, já que nunca teve nada. Meu trauma foi tão grande, porque meu filho poderia ter se sufocado ou poderia ter tido pneumonia por aspirar sopa, que pedi exoneração da Prefeitura de São Paulo para cuidar dele em casa. Meu salário era bom, mas a saúde do meu filho vale mais! Pensei em processar a escola, porque fui ofendida por e-mail, após cancelar a matrícula e pedir reembolso do valor, mas meu nojo deles é tão grande, que não quero ver a cara de nenhum deles de novo. Será que os proprietários do novo prédio sabem que devem 8 anos de aluguel do antigo prédio?

  • Anônimo 23 de setembro de 2015, 17:30

    ssoal sou professor de rede privada e tudo isso que acontece nesta escola não é diferente das demais, sou professor a 15 anos e todas as escolas passam por problemas … o não pagamento dos professores acontece sim porém basta saber se vc quer ou não trabalhar na escola ninguém é obrigado a nada todo professor tem o livre arbítrio de escolher onde quer trabalhar .
    O que devemos sempre observar é o ensino, estrutura da escola sem riscos pra criança.
    Vejo uma mãe falando de um problema de refluxo do nene dela de falta de cuidado não tiro a razão dessa mãe, problemas podem acontecer não podemos deixar de lembrar que 80% dos bebês tem problemas de refluxo … não estou defendendo a escola até pq não trabalho lá ….. mas parte burocrática não cabe a pai nenhum e sim aos donos se a escola não deu assistência e pq tinha planos de sair e lavar alunos o que foi que aconteceu foram pra outro local … Se a escola não fosse adequada a DE não autorizaria a instalação da escola e nem deixaria abrir. …. falo isso com convicção … Se vcs soubessem metade dos problema que escolas particulares tem internamente e que não se passa para pais vc iriam achar está escola a mais perfeita do mundo .
    E é muito importante sempre orientar os filhos a falar e contar o que acontece na escola e escutar o outro lado da história .
    Boa sorte a todos que vcs consigam refletir antes de julgar …. isso pode acontecer com qualquer um até mesmo na empresa do seu marido Abraços

  • Anônimo 22 de dezembro de 2015, 10:10

    Pelo jeito toda escola que se instalar no local está fadada ao descaso, desonestidade e incompetencia. O Extinto Colegio Jose de Anchieta (DONOS DESSE PREDIO) tambem não pagaram os funcionários, não eram atenciosos com a estrutura predial. Digo isso pela minha mãe que era inspetora de alunos nos anos 90 e que não recebeu nenhum CENTAVO de salario quando decretaram falencia. Então pessoal, saibam que os DONOS do PREDIO não são melhores que estes atuais da Master Kids. Os melhores da região são o João XXII, Civitatis, São Judas, São Miguel Arcanjo… OS DONOS DO PREDIO nunca pagaram seus ex funcionarios e estavam se utilizando do predio para lucro mesmo devendo a tanta gente por quase 2 décadas.

  • Anônimo 17 de abril de 2016, 22:39

    Um dos donos do José de Anchieta, depois da sua falência, ajudou a afundar o Anglo latino na Aclimação onde eu trabalhava …