6 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.
  • Anônimo 18 de junho de 2014, 14:59

    Incrível mesmo é o fato do CRAS estar a apenas alguns metros de distância e não fazer a abordagem preventiva. Será preciso mesmo esperar que haja reclamações? Esse problema é antigo tanto no Largo como na Praça do Centenário e alguns desses moradores sempre voltam.

  • Anônimo 13 de junho de 2014, 16:42

    Queria disser que a POLICIA esta ai do lado nessas horas que eles usam entorpecentes e não fazem nada, estão fazendo o que ai domindo ou jogando conversa fora nada pois passo ai e eles não mechem comigo .

  • Anônimo 24 de junho de 2014, 20:49

    Gostaria de saber o que fez com que eles retornassem ao local? Há alguns anos já não estava mais pela redondeza e final do ano passado retornaram. Não sei com a polícia, o CRAS e o pior as Casas Bahia não enxergam e não fazem nada para a melhoria. As Casas Bahia como comércio reconhecido nacionalmente deveria colocar o depto social em prática, só que não sendo bem pejorativa.

  • Anônimo 11 de janeiro de 2015, 22:22

    Estamos abordando Um questão social, Afirmo para os Comentarista dessa Pagina, que existem uma programação dos AGENTES DE ABORDAGENS EM PESSOAS EM SITUAÇÃO DE RUA, fazendo um Trabalho Periótico com essas Pessoas!
    É fácil de mais olhar apenas o lado Ruim de uma pessoa, questionar o status social de um alguém que já teve uma Vida, mais por conta de erros, ou ate mesmo por algumas situações que a vida impõe caíram em tamanha armadilha, carcerado em um sistema psicológico, e vitima de um estado corrupto.
    E me tomo a liberdade de desmentir os 3 comentários que alegam dizer que esses moradores exposto ao ridículo dessa maneira SÃO CONSUMIDORES DE CRACK, um deles que aparece ai nessa imagem infeliz, hoje esta curado do único vicio que tinha, o ALCOOLISMO, graças a minima ajuda em que o SERVIÇO ESPECIALIZADO DE ABORDAGEM SOCIAL dessa região, se comprometeu e abraçou a causa do mesmo.
    Ressalvo a dizer q ainda sim, existe muitas pessoas em situação nesse local, mais o serviço dos ORIENTADORES dessa região é conjugal, e não a forçado!
    E para os críticos, ao invés de julgar mal as pessoas, larga um pouco o preconceito social, e senta do lado de uma pessoa assim, e de 5 minutos de seu tempo, pq tenho certeza que ali voceis descobriram grandes valores humanos, q precisa ser apenas ouvido! ( fica a dica )
    ” MINHA SIMPLES OPINIÃO “

  • Anônimo 12 de julho de 2015, 02:16

    Sub prefeitura toma vergonha na cara os comerciantes e moradores da praca padre damiao estao cansado de ver esses moradores fazendo sexo na rua realizando pedofilia jusando droga ameacando pessoas xingando e falando palavroes com quem passa ainda tem gente que acha coitadinho entao leva para casa PELO AMOR DE DEUS ALGUEM NOS AJUDE A NAO SER HUMILHADO POR MARADOR DE RUA NA PRACA PADRE DAMIAO