14 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.
  • Anônimo 26 de março de 2013, 17:39

    Gostaria de saber qual foi o critério para a escolha do local. Realmente a Vila Prudente sofre com enchentes desde a época da minha avó. E nunca NENHUM Prefeito independente de partido fez algo. Mas o local escolhido não tem problemas com enchente o problema se localiza na altura do número 1000 até o viaduto Grande São Paulo. Gostaria que o Governo do Estado, Prefeito e Subprefeitura, explicasse o porque do local escolhido.

  • Anônimo 23 de março de 2013, 22:16

    Gostaria apenas de parabenizar o comentário do Sr. Marcelo Carmona pela lucidez de suas palavras.

  • Anônimo 8 de março de 2013, 15:17

    Qual o critério utilizado para a escolha da área a ser construído o piscinão, já que é de conhecimento de todos que os pontos de alagamento que ocorrem estão próximo a rua Dianópolis, Maria Daffré, Amparo. Quanto a cheia do dia 18 não foi tão próximo ao local anunciado, a cheia ocorreu próximo a ETEC Rocha Mendes na rua Américo Vespucci e um dos motivos da cheia se deu em decorrência das obras da linha prata (monotrilho).
    Será que vão por fim em um dos poucos locais de diversão para comunidade local.

    • Anônimo 11 de março de 2013, 15:15

      Eu não escrevi dizendo que não deva ter o piscinão, mas estou questionando o local onde será feito.
      Foi realizado algum estudo para a escolha do local?
      Qual o critério, já que os pontos de cheia não se concentram ali, mas sim na região onde citei acima.
      Sabemos que o local “escolhido” e um ponto de drenagem natural, local com muitas árvores (poucas em nosso bairro).
      Minha opinião rever o critério adotado para a escolha do local.

    • Anônimo 8 de maio de 2013, 19:58

      O critério utilizado é técnico. Onde deveria ser a varzea original, onde existe espaço para escoamento das aguas pluviais e onde é regiao de baixada para armazenamento das mesmas

  • Anônimo 10 de março de 2013, 00:12

    A zona Leste é uma das áreas que menos possui áreas verde, menos áreas de recreação. Agora vamos ter menos 1.
    Se o povo se preocupasse em criar áreas permeáveis em suas casas, construísse cisternas para guardar a água da chuva. Imagina se cada casa armazenasse 500 litros. Com essa agua o povinho poderia lavar quintal e aguar as plantas. Nao teriamos enchentes como temos hoje. Imagina se esse povo que acha que os piscinoes é a única saída nao jogasse lixo na rua..e aí incluo de um sofá até batuca de cigarro. Imaginem.
    Vocês sabiam que durante os primeiros 30 minutos uma arvore absorve 50% de toda água que nela cai?
    Pensem nisso.. Simples e fácil…o difícil é sair da inércia.

  • Anônimo 8 de março de 2013, 22:03

    O povão brasileiro tá sempre mais interessado em diversão, do que em infraestrutura. Podem morar em um barranco, que não faltará um “botequinho” ao lado. Mas é isso, o que importa é o campinho, a copa, a olimpíada, o pão e o circo!

  • Anônimo 8 de março de 2013, 19:29

    Na minha opinião, se a ideia for acabar com as enchentes por definitivo e dar principalmente mais segurança de vida as pessoas a diversão deve ficar em segundo plano.

  • Anônimo 8 de março de 2013, 17:59

    Esperamos que os dos “contra”,de plantão, não fiquem se metendo, pois o objetivo maior são as enchentes que atormentam a todos.

  • Anônimo 10 de março de 2013, 14:15

    PEDE PARA ELES APROVEITAREM E FAZEREM UMA MANUTENÇÃO NO CLUBE FRIEDERICH E NO PARQUE ECOLÓGICO, QUE ESTÃO JOGADOS ÁS TRAÇAS, FAÇO GINÁSTICA á 15 ANOS NESTE CLUBE E NUNCA VI TÃO LARGADO COMO NO GOVERNO DO SR KASSAB, SEM CONTAR PERIGOSAMENTE FREQUENTADO, POIS QUASE NÃO SE TEM POLICIAMENTO….GOSTARIA Q FIZESSEM UMA MATÉRIA SOBRE O ASUNTO

  • Anônimo 30 de março de 2013, 14:26

    O que a gente espera é que a obra saia do papel, seja executada com qualidade e que as áreas de lazer sejam devolvidas à população após o término da construção do piscinão.

    Muito se comenta da localização deste piscinão, mas o fato de haver piscinões em vários pontos do córrego da Móoca (Anhaia Mello) vai represar parte da água e evitar piores alagamentos na região mais baixa.

    Deveriam aproveitar para, quando forem devolver a área de lazer, introduzir mudanças, pois a área dos campos hoje (e o entorno) estão jogados às traças… Manutenção não dá as caras por lá há muito tempo…

  • Anônimo 18 de maio de 2014, 04:00

    Todo mundo esqueceu das obras? estamos em maio de 2014 e…alguem sabe alguma coisa?
    Quais sao os meses com mais temporada de chuva?

  • Anônimo 6 de fevereiro de 2015, 20:57

    Na ultima semana de janeiro com avenida Anhaia Melo toda cheia e favela VP também o piscinão estava bem vazio , estamos esperando novamente o nosso Governado esperar outra eleição para inaugurar esta obra, se fosse um Pais serio já tinha acabo e funcionando, mas só tem ladrão por aqui.