7 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.
  • Anônimo 9 de novembro de 2012, 22:46

    Sinto profundamente o falecimento de Silmara Garcia Pagano, também perdi meu irmão Nelson Bertasso vítima de cancer que ao contrário da Silmara foi muitíssimo bem atendido no Hospital Vila Alpina, ele deu entrada naquele hospital no dia 05/03/2012 e infelizmente veio a falecer dia 17/05/2012 . No dia seguinta à sua internação foi dectado mieloma múltiplo, a equipe da dra. Paula da UTI 1 nos deu todo esclarecimento possível sobre a doença que dependendo do estágio nada mais se pode fazer, e eles continuaram lutando até o final, antibióticos de ultima geração foram ministrados à ele, sangue quase todos os dias, tudo o que poderiam ter feito fizeram nos 70 dias que ele ficou internado.
    Agradeço ao Dr. Marcio, Dr Leandro, as enfermeiras, enfim à todos, desde as meninas da recepção até o governador Geraldo Alckimin.

  • Anônimo 15 de novembro de 2012, 01:03

    Sinto muito pela perda, mas relato que algumas vezes fui ao hospita vila alpina, com meu esposo sentindo dores fortissimas de estomago, chegou a vomitar sangue, fomos primeiramente por conta, depois encaminhados pelo proprio Ama, e a propria medica que atendeu no ama, e a clinica no hospital, falaram que ele iria fazer endoscopia, mas chegou na cirurgiã, e voltavamos ao zero, sempre que chegavamos la, tomava, plasil e ou ranitidina na veia e dispensavam -nos, ate que consegui PAGAR +- 400,00, para fazer endoscopia e outros exames, e foi detectado cancer de estomago, hj ele nao tem mais estomago (exatamente a 1 ano), mas deu tempo de fazer os tratamentos, se depender deste hospital, sinto muito…so deixa a desejar.

  • Anônimo 18 de novembro de 2012, 22:17

    Sinto muito pela perda de Silmara Garcia Pagano, perdi meu pai Nivaldo do Espirito Santo no Hospital Vila Alpina, por pura negligencia dos médicos também, eu na época tinha 13 anos, não pude fazer nada, nem brigar nem fazer nada,fico muito nervoso por isso meu pai de entrada no Hospital dia 15/02/2004, Domingo e explicamos ao Doutor que ele tinha tido contato com aguá suja de enchente que era perigoso ele estar com leptospirose, mas mesmo assim os médicos não fizeram nada só eternaram. Bom no final de tudo ele faleceu dia 18/02/2004, três dias depois. Só descobriram que ele tinha leptospirose quando fizeram autopsia, ai não adianta mais saber o que a pessoa tinha. Obrigado pela atenção a todos.

  • Anônimo 21 de novembro de 2012, 13:31

    sinto a morte da Silmara, mas sempre fui bem atendida neste hospital e minha familia tambem,acho ele um hospital de primeira linha como se fosse particular.

  • Anônimo 23 de novembro de 2012, 11:15

    Sinto muito pela perda de vcs, sei q é uma dor muito ruim e um momento delicado…e tbm gostaria de deixar minha ressalva aqui referente ao hospital Vila Alpina, meu pai, já idoso com 73 anos..foi levado ao pronto socorro por 2 semanas seguidas com os pés e o corpo muito inchado, muita falta de ar, já não comia e nem bebia agua, o levamos dentro dessas 2 semans por diversas vezes ao pronto- socorro do Vila Alpina, aonde ele era medicado e liberado. Ele só foi realmente atendido com a atenção necessária, qdo um dia em casa chamamos o bombeiro e o levaram ao hospital vila alpina, NOSSA outro tratamento, qdo vc chega com o bombeiro até as enfermeiras que são todas de mal com a vida te dão um sorriso, é incrivel e nitida a diferença. Meu pai ficou internado por 20 dias, foi bem tratado, porem teve alta e na mesma semana teve q voltar. ficou + 2 dias e liberaram denovo…agora com uma medicação que fazia mal a a ele. Segundo os medicos todos os procedimentos tinham sido cumpridos. Porem, na semana seguinte d aultima alta do hospital vila alpina, fomos levar meu pai em uma consulta, no Hospital Sapopemba, que por sinal tivemos a sorte de sermos atendidos por um medico excelente, que fez vários exames que no Vila Alpina não fizeram,, e descobrimos um nodulo no pulmão. que graças a Deus agora deu tempo de ser tratado, e tbm esse medico descobriu q meu pai passava muito mal assim, por causa da medicação receitada pelo medico do Hospital vila alpina, tanto que assim q o medico alterou a medicação, hj meu pai esta em casa, fazendo o tratamento e passa bem…Graças a Deus e a este médico do Hosp. Sapopemba que gastou o tempo dele da forma que manda a medicina. Trabalhando com honestidade e respeito aos pacientes.

  • Anônimo 10 de outubro de 2015, 13:25

    O hospital vila alpina realmente deixa a desejar , as auxiliares e técnicas de enfermagem e as enfermeiras são mal humoradas, indelicadas e sem o menor senso de humanização, meu marido ficou internado lá e eles deixavam ele jogado como se fosse um bicho…. e sem contar que maltratava a familia qdo perguntavam do paciente, parece que elas tinham raiva de ter que cuidar dos paviente….mto deprimente essa situação. …

    • Anônimo 16 de março de 2016, 02:01

      tenho que concordar com voce… o povo de lá sao tudo mal educados, mal humorados… Acredito que quando optamos por cuidar do proximo, no caso de medicos, enfermeiros; temos que gostar do nosso trabalho, caso contrario nem precisaria ter cursado uma faculdade ou um curso! Acho um absurdo, as enfermeiras tratam tanto os adultos quanto os bebes que nascem como se fossem um nada, ainda mais bebes que precisam de muito mais atencao e cuidado. Um descaso com o ser humano! Se o Vila ALPINA é um dos melhores hospitais públicos, imagine um dos piores! SUS, HOSPITAIS PUBLICOS SÃO UM LIXO, COMECANDO PELOS FUNCIONARIOS QUE NAO GOSTAM DO PROPRIO EMPREGO!