2 Comentários

Deixe um comentário

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.
  • Anônimo 3 de setembro de 2011, 23:05

    Essa campanha demagógica não inibe os motoristas meliantes que seguem falando ao celular enquanto guiam ou continuem passando no sinal vermelho ( como o Fiat cinza placa DQF 9677 que, no sábado 03/09, + ou – às 07:40 veio pela r. Pindamonhangaba, quase não diminuiu no sinal vermelho e, quando atravessei a Maria Dafré, não esperou o verde para entrar nesta rua, apesar de estar, repito VERMELHO para ele; e que tal o caso da caminhonete branca modelo parecido com uma Toyota, placa 8874, adornada com um adesivo “Jesus Cristo”, falando ao celular NA ANHAIA MELLO prox ao terminal, sentido Ipiranga, cerca de 15:30 hs em 02/09? Não é uma avenida “sinalizada e com radares”? ). Pior é que tem quem queira, ainda, não obstante as décadas de perdas para os pedestres das cidades grandes urbanas mundo afora, multar-nos quando saimos do exiguo curralinho que nos é destinado, na forma de “faixa de pedestres”. São Paulo não tem jeito, mesmo.

  • Anônimo 7 de setembro de 2011, 01:56

    Os motoristas realmente não respeitam, o problema não é só em uma localidade e sim em várias aqui dos bairros, moro no Pq. São Lucas, este farol que tem na altura do numero 2990 da Av do Oratório vive cheio de motoristas irresponsáveis que passam com o farol vermelho, isso porque tem faixa de pedestres aqui, todas as vezes que vamos atravessar corremos o risco de sermos atropelados, principalmente por microonibus das linhas metro Tamanduatei-Pq Sta Madalena e Metro Belem-Vila Industrial. Eles passam no farol vermelho e ainda olham os pedestres com sarcasmo. Quero ver se realmente a CET vai fiscalizar os bairros ou se só vai haver fiscalização nas regiões centrais e principais avenidas de São Paulo.