Colunão

Coronavírus para São Paulo
A Folha traz um balanço de todas as alterações ocorridas nos mais diversos serviços por causa da pandemia. Os decretos do governador João Doria e do prefeito Bruno Covas são diários e portanto, o que vale agora, pode estar proibido no fim deste dia. Até o fechamento desta edição, a Prefeitura determinou a paralisação de todo o comércio de rua a partir de hoje, dia 20. Somente serviços de alimentação, farmácias e postos de combustíveis podem ficar de portas abertas. A medida publicada hoje no Diário Oficial vale, a princípio, até 5 de abril.
Tal impacto pode afetar inclusive a circulação da versão impressa da Folha nas próximas semanas. Sugerimos aos nossos leitores que continuem nos acompanhando através do site: www.folhavp.online.com.br onde a atualização é diária e das nossas páginas nas redes sociais Facebook: @folhavp.com e Instagram: @folhavp.
Aos anunciantes, principalmente os que trabalharão com delivery e vendas online neste momento, temos a possibilidade de anúncios no site e nas redes sociais também. Consulte através do WhastApp: 97682-6868.

Roteiro
Uma das sessões mais tradicionais e concorridas desta Folha, o Roteiro, onde são destacados gratuitamente bazares e chás beneficentes, cursos e oficinas gratuitos da região, foi suspensa nesta edição por falta de eventos. Por causa do coronavírus, igrejas e entidades cancelaram as programações previstas.
Desde a sexta-feira passada, dia 13, a Prefeitura suspendeu todas as atividades culturais na cidade. O Teatro Arthur Azevedo, na Mooca, interrompeu a programação desde o final de semana passado. A rede Sesc SP também fechou todas as suas unidades inicialmente até 31 de março.

Câmara altera a rotina
Desde ontem, dia 19, a Câmara Municipal suspendeu as sessões ordinárias e as reuniões das comissões por 15 dias. A medida pode ser renovada por mais dois períodos iguais. Foi ressaltado que as atividades dos vereadores não estão paralisadas, apenas foram racionalizadas para evitar aglomerações. Os projetos que tratarem de medidas sobre a Covid-19 serão deliberados por meio do sistema virtual.
A entrada está limitada a vereadores, funcionários e fornecedores. Eventos coletivos como sessões solenes, reuniões de lideranças partidárias e visitação institucional estão suspensos.

Mais Câmara
O Projeto de Resolução aprovado nesta semana também prevê que, em caso da suspensão das sessões durarem 30 dias ou mais, o recesso parlamentar do mês de julho será suspenso.

Amparo aos necessitados
Um dos projetos de lei que pode ser deliberado virtualmente na Câmara é o da vereadora Juliana Cardoso (PT) que prevê amparo à população mais vulnerável para enfrentar o coronavírus. Uma das medidas do Projeto de Lei, já protocolado na Casa, autoriza a Prefeitura comprar e distribuir álcool em gel para a população de baixa renda e com alto índice de vulnerabilidade como os moradores em situação de rua. Além de produtos de higiene pessoal e desinfecção do ambiente para pessoas desempregadas e/ou de baixa renda.

Parque Linhas Corrente
Nesta semana, integrantes do movimento criado em prol do parque no espaço que restou da antiga fábrica Linhas Corrente, no Parque São Lucas, tiveram boas notícias diretamente do secretário de Desenvolvimento Urbano, Fernando Chucre. O ex-deputado Adriano Diogo (PT) e representantes do Grupo Zaffari, atual proprietário do espaço, também participaram da reunião.
Todos consideraram a posição da Prefeitura muito positiva porque o Plano Diretor Estratégico da cidade prevê a implantação desse parque, a Secretaria do Verde e Meio Ambiente também já aprovou e os proprietários têm interesse de doar a área em troca de potencial construtivo, o que é previsto pela lei. A empresa se compromete ainda a entregar o parque pronto para a utilização do público.
Com o precioso aval do secretário Chucre, designado pelo próprio prefeito Bruno Covas (PSDB) para tratar da situação, mais uma etapa foi vencida com grande sucesso. O projeto segue para o jurídico da Prefeitura e posteriormente ao prefeito para a aguardada sanção. A Folha continuará acompanhando o caso atentamente.

São Lucas
Hoje, dia 20, o Parque São Lucas completa seu 76º aniversário de fundação, O bairro foi loteado pela Imobiliária Predial De Lucca, que tinha como proprietários os irmãos Antônio e Domingos de Lucca, dai o nome da comunidade.

Segurança pública
Por conta da determinação das autoridades de evitar reuniões e aglomerações de pessoas em um mesmo recinto, o comando do 21º Batalhão de Polícia Militar Metropolitana, responsável pelo patrulhamento da região, suspendeu o café da manhã com a impressa local agendado para a última quarta-feira. Na ocasião seria apresentado o balanço deste primeiro trimestre.
O comandante do 21º BPM/M, tenente coronel Valter Luis, informou que será remarcado assim que a situação da cidade voltar ao controle. A Folha se colocou à disposição para publicar todos os dados levantados.

Savalp
No último dia 13 de março a Sociedade Amigos de Vila Alpina (Savalp) completou 50 anos de fundação. Para celebrar a data, estava programada missa para amanhã, porém em razão do agravamento dos casos de coronavírus no país, a solenidade foi adiada, ainda sem nova data definida. Também foram suspensas todas as demais atividades da entidade. O presidente da Savalp é Rubens Ribeiro.

Rotary Vila Alpina
Em vista da pandemia do coronavírus a presidência do Rotary Internacional, bem como Mario César representante do Rotary no Brasil, resolveram cancelar a festa do 45º aniversário de fundação do Rotary Vila Alpina programada para acontecer hoje, dia 20.

Cepam
No momento de crise, como a que o mundo enfrenta agora, a Cepam inova para atender os clientes. Através do aplicativo iFood, serão entregues pães, frios e leite em casa, evitando o deslocamento das pessoas nas ruas e também um grande fluxo de clientes na padaria. Também é possível fazer pedidos pelo Delivery – telefone: 2137-6600. São por atitudes como essa, que a Cepam é uma gigante e motivo de grande orgulho na região.

Tempos de guerra
Uma mensagem vem ganhando as redes sociais na Europa, considerada agora o epicentro do Coronavírus, e ganhou ainda mais repercussão ao ser lida nesta semana por um comentarista de uma TV em Portugal: “Aos seus avós lhes foi pedido para irem à guerra, a vocês estão pedindo apenas para ficar no sofá. Tenham noção!”.