Colunão

*Colunão publicado em 29 de maio

Uma novela chamada monotrilho
O secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, afirmou em recente entrevista ao jornal Bom Dia São Paulo, da Rede Globo, que a Linha 15-Prata voltará a operar entre o próximo domingo, dia 31, e a segunda-feira, 1º de junho.  Contudo, nem a assessoria de imprensa do secretário e nem a do Metrô confirmaram a informação até o fechamento desta Folha na noite de ontem. Aos usuários resta aguardar se vão anunciar pelas redes sociais o esperado fim da “quarentena” do monotrilho.
Inacreditavelmente hoje, 29 de maio, a Linha 15 completa três meses de paralisação total após o estouro de pneu de um dos trens. Isso porque o próprio Governo do Estado admitiu que, a cada dia que a linha fica inoperante, o prejuízo é de R$ 1 milhão.
Anotem: provavelmente teremos a vacina contra a Covid-19 antes de conseguirem fazer a Linha 15 operar sem a lista enorme de problemas que já apresentou desde a sua abertura em agosto de 2014.

Pista de Skate
Assim que os espaços públicos forem reabertos com o fim da quarentena, Vila Prudente ganhará uma moderna pista de skate de quase 500 m² em área anexa ao Centro Educacional e Esportivo Arthur Friendereich e ao CEU Vila Prudente. A obra foi possível graças à destinação de recursos de emenda parlamentar da vereadora Edir Sales (PSD) que destaca que todo o desenvolvimento do projeto foi acompanhado de perto por atletas da categoria.

Comunidade contra Ecoponto
A Folha segue acompanhando os desdobramentos do caso envolvendo a instalação do Ecoponto Vila Industrial em terreno na esquina das ruas Lisa Ansorge e Veratro. Moradores das proximidades e pais de alunos da escola municipal de Educação Infantil (EMEI) Marisa Ricca Ximenes, que fica ao lado da área, não concordam com a construção em andamento sob responsabilidade da Autoridade de Limpeza Urbana (Amlurb).
Já aconteceu reunião no local com representantes da Amlurb, além das presenças do subprefeito de Vila Prudente, Caio Luz, e da vereadora Juliana Cardoso (PT), a pedido da comunidade. É importante ressaltar ainda que no terreno em questão, há uma nascente de água que, pela legislação, impede edificações.

Mais Ecoponto
Após a primeira reunião com a comunidade, a devolutiva da Amlurb foi que a obra continuará, com as promessas de que a área onde existe a nascente de água será isolada e reflorestada e a Subprefeitura de Vila Prudente fará uma praça em parte do terreno, para separar o ecoponto da EMEI. Porém após nova reunião no último dia 18, por teleconferência, para o detalhamento do projeto, a maioria da comunidade continua se posicionando contra. Na ocasião o Conselho de Meio Ambiente (Cades) Vila Prudente também questionou sobre o laudo da nascente. Como até o momento a Amlurb não apresentou esse documento, o mandato da vereadora Juliana Cardoso encaminhou ofícios às secretárias do Verde e Meio Ambiente e de Licenciamento.

Mudanças na Sub-VP
O competente jornalista Renato Corona não faz mais parte da assessoria de comunicação da Subprefeitura de Vila Prudente. Morador da região e profundo conhecedor dos problemas locais, Corona vinha desempenhando muito bem a função, sempre atento às demandas encaminhadas pela comunidade, muitas delas através da Folha. Ele continua na Subprefeitura com um novo desafio: a supervisão de Habitação.
Em seu lugar na comunicação assume Vitor Alimari, que já assessorava o subprefeito Caio Luz na Subprefeitura do Ipiranga.

Covid-19 x pessoas com deficiência
Tomar as precauções para evitar a contaminação pelo novo coronavírus é um desafio ainda maior às pessoas com deficiência, principalmente as que necessitam de cuidadores. Foi com esse alerta que a senadora Mara Gabrilli (PSDB) anunciou que, mesmo com todos os cuidados e recursos que dispõe, acabou contraindo a Covid-19. Em casa desde o início da pandemia, ela foi contaminada por uma de suas ajudantes que, infelizmente, também acabou perdendo a mãe para a doença.
Quando esteve na Folha, anos atrás, ainda como deputada federal, Gabrilli contou detalhes do acidente em que quebrou o pescoço aos 26 anos de idade. Ela pede que o seu caso sirva de luz à necessidade de um plano emergencial às pessoas com deficiência nessa pandemia e encaminhou uma carta à Presidência da República e aos demais colegas de Senado.

Milton George Thame
Fundador e diretor presidente do Jornal do Brás, faleceu aos 76 anos no último dia 16 vítima de Covid-19. Thame já tinha problemas no pulmão e estava internado no Hospital Cruz Azul desde 30 de março. O jornalismo regional perdeu um decano e bravo soldado.
Jornalista apaixonado pela profissão, também era um líder comunitário da região, ajudando na fundação de conselhos de seguranças e promotor de diversas reuniões. Em 2016 recebeu o título de Cidadão Paulistano da Câmara Municipal.
O Jornal do Brás foi fundado em outubro de 1989 e é herdeiro das tradições da Família Bairão, cujo patriarca Albino Soares Bairão foi o fundador do primeiro jornal de bairro de São Paulo, “O Braz” em setembro de 1895.

Efeméride
No dia 1º de junho completa-se 72 anos de morte da beata Madre Assunta Marchetti, uma das fundadoras do Orfanato Cristóvão Colombo. Beatificada em 25 de outubro de 2014, Madre Assunta está em vias de ser canonizada, ou seja, será santa. Seus restos mortais estão em Vila Prudente, local em que trabalhou grande parte de sua vida.

Raízes fala da Vila
Ainda não foi eleito o samba enredo da Escola de Samba Raízes de Vila Prudente para o Carnaval 2021. O tema é o 130º aniversário de Vila Prudente, a letra tem uma sinopse perfeita da história do bairro. Aliás, a sinopse foi elaborada pela equipe desta Folha. O presidente da Raízes é Ademir Xavier da Silva, o popular Ataliba.

E por falar nisso…
Os adesivos com a frase símbolo das festividades de 130 anos de fundação de Vila Prudente já se encontram a disposição a R$ 4 cada. Em cores verde, vermelho, amarelo e branco tendo o obelisco no centro, e a frase “Vila Prudente eu te amo”. Podem ser afixados em veículos, portaria de comércios, e até guardados como souvenir. Interessados podem ligar para Rubia: 2271-3344.