Colunão

Dando nome aos bois
No Editorial desta edição, a Folha aborda os problemas do CEU Vila Prudente que está sendo construído dentro do antigo Arthur Friedenreich.
O local é tratado como Clube Escola Vila Alpina, ou seja, eliminaram o nome do antigo craque de futebol e puseram o nome de um bairro ao qual o clube não pertence. O mesmo acontece na escola do Senai na Rua Aracati Mirim, no Crematório, todos na Vila Prudente, e designados como Vila Alpina.
A revolta maior não fica apenas nisto. Uma incorporadora, uma tal de Diálogo, está lançando um enorme prédio na esquina da Rua Capitão Pacheco Chaves com a Avenida Paes de Barros (centro geográfico e histórico de Vila Prudente) e omitindo o nome do bairro em seu material de propaganda, dando a entender que o empreendimento fica na Mooca. Ora, se uma empresa já utiliza este expediente para ludibriar o possível comprador, imagine a qualidade do produto que vende. Sugestão e brado do colunista: vilaprudentinos boicotem todos que se negarem a reconhecer e citar o bairro.

Audiência Pública
Está confirmada para segunda-feira, 12 de novembro, às 19h, no salão nobre do Círculo de Trabalhadores de Vila Prudente, audiência pública oficial da Câmara Municipal para discutir com a comunidade as mudanças estruturais no Clube Escola Vila Alpina, o antigo Centro Educacional e Esportivo Arthur Friedenreich.  A audiência foi proposta pelo vereador Claudio Fonseca (PPS), aqui da região, que defende que o CEU Vila Prudente, em construção no local, ficará ocioso e o espaço merece ser melhor aproveitado como um centro olímpico e cultural.
Após mais de um ano de paralisação, as obras do CEU foram retomadas nesta semana. É necessário que usuários daquele próprio municipal, assim como lideranças locais interessem-se pela discussão, e tragam à Audiência Pública idéias e propostas factíveis.

Na ativa
Mesmo sem conseguir reeleger-se deputado, Adriano Diogo (PT) está atento às questões locais. Nos próximos dias ele estará na Folha para apresentar uma agenda de trabalho pró região. Entre outros itens, Adriano pretende cobrar do Metrô que o terreno situado na esquina das ruas Tomaz Izzo e Amparo na Quinta da Paineira, que estava sendo utilizado como depósito para construção de linhas da Companhia, seja entregue à comunidade para implantação de praça com área de lazer. O esforço de Adriano atende a expectativa e o desejo de toda comunidade, inclusive desta Folha.

Visita
Com um patrimônio eleitoral de 54.746 votos conseguidos como candidata a deputa federal, a vereadora Juliana Cardoso (PT), aqui da região, estará hoje na Folha para falar de seu projeto político. A edil será recebida pelo presidente do jornal, Newton Zadra.

E por falar nisso…
Na página 78 do livro “Vila Prudente – Do bonde a burro ao metrô” de autoria do presidente da Folha, há a reprodução de um retrato de uma jovem vilaprudentina de autoria de Ettore Ximenez, que foi quem projetou o Monumento da Independência. A legenda diz que a moça retratada é Olga Mastellari, que na ocasião, ainda viva, se reconheceu na pintura. Eis que uma das mais tradicionais famílias de Vila Prudente afirma que na realidade a retratada é Angelina Thereza Arnezzi Grassi, que na ocasião tinha 11 anos de idade. Registro que tanto os Arnezzi como os Grassi são fundadores do bairro.
Em nome do autor Newton Zadra, eu cito a carta, mas ele afirma que há dúvidas profundas, pois esteve acompanhado na pesquisa por gente como João Sartorello e Vincenzo Izzo, dois ícones do bairro, infelizmente falecidos.

Pedido de retratação
Na última edição, esta coluna, acompanhando o pensamento das lideranças de Vila Ema, afirmou que era um erro do vereador Toninho Vespoli (PSOL) elaborar projeto de lei dando o nome de Joana Sarto Dominguito à UBS de Vila Ema em vias de ser inaugurada. Acrescentei que talvez dona Joana tenha sido mãe de um correligionário de Vespoli, pois a homenageada não tivera proeminência nas reivindicações. Pois bem: a família da falecida Joana Sarto Dominguito (conhecida por dona Joaninha) escreveu dizendo que nem ela nem seus cinco filhos foram, ou são correligionários de Vespoli, e que em vida ela teve grande participação nos trabalhos sociais da Paróquia Nossa Senhora Aparecida e integrou todos movimentos em prol de melhorias para Vila Ema. Junto à carta os queixosos enviam farto material comprovando o trabalho de dona Joaninha.
Feita a retratação, o colunista afirma que o nome da UBS ainda está sendo discutido pelas lideranças, que em sua maioria esmagadora não conhece o trabalho de dona Joaninha a favor da decantada UBS.
Me pergunto se não foi uma certa petulância do vereador Toninho Vespoli escolher o nome da UBS sem consultar a comunidade e suas lideranças????

Juventus
Na segunda-feira, dia 12, o Conselho Deliberativo do C.A. Juventus estará reunido para apreciar o trabalho de auditoria realizado por empresa especializada. A peça deve mostrar claramente a situação financeira e econômica do clube grená. O presidente da Diretoria Administrativa, Dr. Domingos Sanches foi convidado e deve marcar presença. Mais informações na próxima edição.

Bueno – 60 anos
Neste mês a Bueno Modas – Av. Vila Ema, 3459 – está completando 60 anos de vida. Apesar da vetusta idade a Bueno Moda é um exemplo de atualização, renovação, e variedade de produtos. Além destas qualidades a loja tem características próprias, como atendimento personalizado e preços imbatíveis.
Afora isto, a loja é uma espécie de centro de reivindicações do bairro, pois um de seus diretores, Antônio Geraldo Bueno é um apaixonado por Vila Ema. Através do seu trabalho a comunidade foi beneficiada com uma longa série de melhorias.                                                   

Pesquisas da imigração
Desde o último dia 6, o Centro de Preservação, Pesquisa e Referência do Museu da Imigração está funcionando  em novo horário: de terça a sábado das 10h às 16h (exceto feriados). No local, com o auxílio dos pesquisadores, é possível encontrar informações no acervo digital, referente à antiga Hospedaria de Imigrantes do Brás.
O Museu da Imigração fica na Rua Visconde de Parnaíba, 1316.

Conseg Vila Prudente
Presidido por Mario José da Silva Campos, o Conseg Vila Prudente reúne-se segunda-feira, dia 12, às 19h30 no salão Comunitário do Círculo – Rua José Zappi, 255. Na pauta assuntos de segurança do bairro. Entrada franca. Estacionamento grátis no local.

Idosos unidos
O grupo “Bairro Amigo do Idoso”, que como diz o nome trata das questões relativas á terceira idade reúne-se no dia 13 das 9h às 12h na Subprefeitura Regional da Mooca – Rua Taquarí, 549. Entrada franca.

Luteranos de Vila Ema
A Igreja Luterana de Vila Ema – Rua Moacir Ramos da Silva, 30 – realiza culto em português, no domingo, dia 11, às 11h15. A partir das 12h30 haverá café com bolo, a R$ 25 por pessoa. A renda é revertida às obras sociais da igreja. Informações pelo telefone 99384-2794 com o presidente Alécio Azevedo de Carvalho.