10 Comentários

Deixe um comentário para Anônimo Cancelar

Seu email não será publicado

Por favor insira um comentário
Por favor informe seu nome
Informe uma url válida.

  • Anônimo 28 de abril de 2012, 08:25

    Até morto o sujeito “se lasca” neste país! 😡

  • Anônimo 30 de abril de 2012, 17:32

    Realmente é uma falta de respeito para nós cidadãos que pagamos nossos impostos e ainda todo serviço funeral. Neste sábado dia 28 fui no velório da sogra do meu irmão e foi constrangedor ver os funcinários retirando o caixão após a cerimônia. Perguntamos a um funcionário porque a retirada daquela forma e o mesmo nos informou que o elevador estava quebrado a vários dias.

  • Anônimo 18 de maio de 2012, 02:01

    😳 Tenho uma tia de 78 anos que esta economizando dinheiro para ser cremada,essa é a vontade dela !Mais quando falei para ela sobre essa reportagem ela esta desiludida!Triste tirar a pouca esperança dela que pelo menos depois da morte ela vai ter seu desejo realizado .

  • Anônimo 1 de junho de 2012, 21:39

    Não tem urna até hoje no crematório, pois acabei de pegar as cinzas do meu pai, e confesso que a entrega num saco plástico me deixou sem reação… muito triste. Mas já providenciei uma urna linda, com um preço razoável, numa lojinha, onde os donos são japoneses, e eles têm costume de guardar as cinzas em casa. Mas não foi fácil de achar, quase encomendei na marcenaria. Se alguém quiser saber onde encontrar, procure comércio de japoneses…rs. Mas é lamentável, constrangedor, e etc, sair com um ente querido num saco plástico. Seria respeitoso, e digno receber numa urna.

    • Anônimo 1 de agosto de 2012, 03:30

      Oi Luciana, td bem?? li seu comentario sobre a vremacao, e estou em processo p/ exumacao dos restos do meu pai p/ creamcao, e vi que no crematorio nw tem urnas e vc cita q comprou em loja japonesa, por favor pode me informar onde fica essa loja, o nome da loja.
      Poderia por favor me mendar a resposta no meu e-mail, ficarei muito grata por isso.

      • Anônimo 18 de agosto de 2012, 17:06

        Oi Megume, desculpe a demora, só vi agora sua dúvida no site do folhavp. Então, não sei se ainda posso te ajudar, devido o tempo que passou, mas a loja que encontrei a urna, fica em Pinheiros, aqui em São Paulo, na rua Fradique Coutinho, entre as ruas Teodoro sampaio e Cardeal Arcoverde, bem no meio do quarteirão, do lado direito, quase em frente ao Banco do Brasil. A vitrine é de uma lojinha de presentes, e lá dentro eles têm as urnas. Um abraço!

        • Anônimo 18 de março de 2016, 13:08

          Liguei para lá e eles não trabalham com este artigo. Já receberam outras ligações do gênero e disseram que o que pode ter ocorrido é que a pessoa deve ter feito alguma adaptação de algo então disponivel.

  • Anônimo 13 de agosto de 2012, 20:17

    Boa tarde, já havia lido a reportagem sobre a falta de urnas no crematório de S. Paulo.
    Não queremos aproveitar da situação desagradável e constrangedora que as pessoas têm passado com relação à falta de urnas no momento da entrega das cinzas.
    A nossa empresa tem sido procurada através do nosso site e temos colaborado a solucionar o problema da falta de urnas no mercado de S. Paulo. Permanecemos à disposição, caso não encontrem urnas para cinzas de seu agrado aí em S. Paulo. Nosso site é http://www.animabronze.com.br e trabalhamos neste setor atendendo todo o Brasil.

  • Anônimo 15 de junho de 2015, 18:29

    Aconteceu o mesmo descaso comigo quando fui pegar as cinzas da minha mãe dia 12/06/2015. Recebi as cinzas em um saco plástico grampeado. Fiquei constrangida com aquela situação e preferi não discutir. As urnas disponíveis custavam em torno de 400,00 a 500,00 reais.

    Enfim, acabei levando as cinzas no saco plástico e comprei a urna em outro lugar.

  • Anônimo 18 de março de 2016, 12:52

    Isto está ocorrendo ainda em março 2016.

    Mais um acréscimo a nossa revolta com o repugnante modo de proceder do poder público. Sabemos o que está por detrás desta situação.

    Agradeço as orientações.