Subprefeitura revitaliza rua para evitar antigo problema de descarte ilegal

A rua Forte de São Bartolomeu está de cara nova. A Subprefeitura de Vila Prudente revitalizou a via que era um tradicional ponto de descarte clandestino de lixo e entulho. A intenção é que o espaço seja utilizado para o lazer e a prática esportiva.

A via que serve de ligação entre a rua Guamiranga e a avenida Doutor Francisco Mesquita, próxima à estação Tamanduateí de metrô e trem, acumulava montanhas de entulhos que obstruíam as calçadas. O agravante é que se trata de área do distrito de Vila Prudente conhecida pelas enchentes.

De acordo com a Subprefeitura, o trabalho incluiu a desobstrução das calçadas, evitando a proliferação de pragas e preservando o sistema de drenagem, o que contribuiu para minimizar os alagamentos.

Além da limpeza, foram instaladas floreiras e jardineiras, ocorreu a pintura dos muros e instalação de um parklet. O espaço também vai abrigar playground, aparelhos de ginástica para a terceira idade e a pintura de um espaço para a prática de futebol.

“O enfrentamento ao descarte irregular por meio da revitalização e ocupação do espaço público é marca da atual gestão municipal e faz parte da rotina de zeladoria. Quando a ação termina e a comunidade local se apropria do espaço de forma consciente e sustentável, afasta a possibilidade do descarte”, destacou o subprefeito Caio Luz.

O descarte irregular de lixo e entulho é considerado crime ambiental e passível de multa de R$ 18.420,79. As punições são aplicadas de acordo com a lei 13478/02 e a fiscalização pode ser solicitada por meio do telefone 156, site ou aplicativo SP156.

ANTES

DEPOIS

Metrô: espaços comerciais nas estações Bresser-Mooca, Belém e Tatuapé

A Companhia do Metrô abriu no último sábado, dia 25, por meio de publicação no Diário Oficial Empresarial do Estado de São Paulo, uma concessão de uso para exploração comercial mediante remuneração de espaços em estações das Linhas 1 e 3 e no terminal de ônibus da estação Vila Mariana.

Ao todo serão 15 novas áreas comerciais. Na região, serão oferecidos espaços nas estações Bresser-Mooca, Belém e Tatuapé, da Linha 3- Vermelha. Os tamanhos variam de 7m² a 40m².

Os demais espaços ficam nas estações Jabaquara, Vila Mariana, Vergueiro, São Joaquim, Tiradentes, Portuguesa-Tietê, Carandiru, Jardim São Paulo-Ayrton Senna e Tucuruvi da Linha 1- Azul. Na estação Vila Mariana são quatro espaços, todos no terminal de ônibus urbanos que fica integrado.

Os vencedores do processo licitatório também serão responsáveis pela administração, implantação, operação, manutenção e segurança das 15 áreas. Nestes espaços, de acordo com especificações, poderão ser comercializados alimentos e vestuários, entre outros produtos.

O processo será na modalidade pregão eletrônico. Mais informações sobre a licitação podem ser obtidas no edital completo que está disponível nos sites: www.bec.sp.gov.br , www.imesp.com.br e www.metro.sp.gov.br.

Vacinação contra gripe até o fim de agosto


A Secretaria Municipal da Saúde estendeu a Campanha de Vacinação contra a Influenza até 31 de agosto. A imunização permanece nas 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital e está aberta a toda a população, independente da idade.

A campanha teve início em 23 de março. O primeiro grupo prioritário, com idosos e profissionais da saúde, atingiu 100% de cobertura vacinal, assim como a população indígena. Foram aplicados mais de 4,8 milhões de doses da vacina.

Desde 1 de julho, a vacina está liberada para todas as idades. A dose não protege contra o coronavírus, mas auxilia os profissionais de saúde no diagnóstico para a Covid-19, ao descartarem os vários tipos de gripe na triagem da população imunizada. A vacina também é importante para reduzir complicações e óbitos por Influenza.

 

Prefeitura apresenta resultados da terceira etapa do Inquérito Sorológico

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Saúde, apresentou na última terça-feira, dia 28, os resultados da terceira etapa do Inquérito Sorológico, realizado com os moradores da capital até o dia 20. O mapeamento aponta que cerca de 1,32 milhão de pessoas possuem anticorpos para Covid-19 na cidade. A proporção estimada de pessoas assintomáticas, entre os que apresentaram positivo nos testes, foi de 39,7%.

“O vírus está jogando luz sobre a desigualdade que temos na cidade. É quatro vezes maior a incidência do coronavírus na classe D do que na classe A. Ou seja, quem é mais pobre tem mais chance de pegar o vírus. É mais do que o dobro a incidência do vírus sobre quem tem somente ensino fundamental quando comparado a quem tem ensino superior. A população com menos instrução pega mais o vírus”, explicou o prefeito Bruno Covas, em coletiva online.

Nessa etapa, os profissionais de saúde visitaram 5.760 domicílios e testaram 2.328 pessoas. Nessa amostra, a taxa de prevalência da infecção por SARS-COV-2 no município ficou em 11,1% da população analisada. Desse total, 16,1% de pessoas estão concentradas na Coordenadoria Regional de Saúde Sul, 13,3% na Leste, 9,3% na Sudeste, 8,2% na Norte e 3,7% na região Centro-Oeste.

A pesquisa mostrou que 25,2% das pessoas que não cumpriram o distanciamento social apresentaram testagem positiva, 18,4% cumpriram as recomendações parcialmente e outros 8,5% cumpriram o isolamento social.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, na etapa inicial da pesquisa o índice de prevalência foi maior em pessoas com idade entre 35 e 49 anos. Depois, entre pessoas da faixa etária de 50 e 64 anos. “Agora tivemos uma incidência prevalente em pessoas acima de 65 anos. Isso vai requerer uma estratégia específica em relação aos idosos”, disse Edson Aparecido. “Isso pode apontar que membros da família que saíram de casa para trabalhar possam ter se contaminado e trazido a doença para os idosos que ficaram em casa”, completou o secretário. “É preciso reforçar a atenção com a nossa população mais idosa, que é quem tem a maior chance de óbito quando pega o coronavírus “, afirmou Covas.

Outro índice apontado, em todas as fases, é que pessoas com cor parda e preta estão entre as mais contaminadas. “Esses munícipes tem 60% mais chance de pagar o vírus na cidade do que quem é de cor branca”, afirmou o prefeito.

O mapeamento mostra ainda que os índices de contágio são maiores em pessoas das classes C e D, e que vivem em residências com cinco ou mais moradores.

Uso da máscara

O inquérito sorológico também mostra a prevalência de infecção da Covid-19 entre os indivíduos que alegam sempre usar máscara sempre em locais públicos. Após as testagens, apenas 9% das pessoas que declararam usar o equipamento de proteção testaram positivo, contra 21,8% de pessoas que declaram usar o item de proteção na maioria das vezes e 30,5% das pessoas que disseram usar de vez em quando. “O uso da máscara é absolutamente imprescindível na contenção da transmissibilidade da doença “, finaliza o secretário Edson Aparecido.

Campanha de vacinação contra o sarampo até 31 de agosto

A Secretaria Municipal da Saúde já iniciou a segunda etapa da campanha contra o Sarampo. A vacina é a tríplice viral (SCR), que oferece ainda imunização contra a Caxumba e a Rubéola. A ação é voltada ao público de 6 meses a 49 anos de idade.

A campanha se estende até o dia 31 de agosto nas 468 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade.

A primeira dose da vacina tríplice viral já é aplicada em crianças com 12 meses de idade, e a segunda dose é feita com a tetraviral (SCR+varicela) em crianças a partir de 15 meses.

Vale lembrar que a vacinação tríplice viral segue o calendário do Ministério da Saúde para as outras faixas etárias. Pessoas até 29 anos devem ter duas doses comprovadas e quem tem entre 30 e 59 anos, precisa ter pelo menos uma dose.

Programa Vizinhança Solidária aproxima PM da comunidade

A Secretaria de Segurança Pública, através da Lei 16.771, orienta as Companhias de Polícia Militar a iniciar o programa Vizinhança Solidária. Para implantação, é necessária a participação de representante de um grupo de moradores que manifestam interesse pela iniciativa, podendo contar ainda com o Conselho Comunitário de Segurança (Conseg) da região.

O Conseg São Lucas, presidido por Daniel Francisco da Paixão, é um dos conselhos locais que está dando andamento no programa, com o auxílio direto da 3ª Companhia do 21º Batalhão de Polícia Miltar, comandada pelo capitão Sérgio Luís Polli, com a assessoria da soldado Catarina Aparecida Almeida.

Índices apontam que o projeto tem colaborado na diminuição da criminalidade na região onde é implantada. “Além disso, o programa aproxima e melhora a interação entre a polícia, o Conseg e a comunidade”, destaca a primeira secretária do Conselho do São Lucas, Andréia Ramos Peres. “Em grupos de Whatsapp, os moradores trocam mensagens entre si e caso haja alguma atitude suspeita, acionam a PM através do 190. O objetivo é que todos olhem por todos”, destaca.

Para implementar o programa Vizinhança Solidária é só entrar em contato com o Conseg ou a Companhia da PM da área onde reside.

 

Estações de metrô têm boxes contra o coronavírus

O Metrô vem instalando novos boxes neutralizadores nas estações. Ao todo, 17 paradas já contam com um ou mais  desses equipamentos que ajudam na proteção contra o coronavírus. São elas: Paraíso (1), Ana Rosa (2), Chácara Klabin (1), Alto do Ipiranga (1), Sacomã (2), Tamanduateí (2), Vila Prudente (3), Itaquera (2), Sé (1), Vila Madalena (1), Clínicas (1), Consolação (1), Bresser-Mooca (1), Belém (1), Brás (1), Pedro II (1) e República (2).

Certificada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), a cabine, de três metros de comprimento, possui um sensor de presença que aciona borrifadores com clorexidina – uma solução hidroalcoólica higienizante eficaz contra bactérias, fungos, leveduras e vírus.

Cada pessoa fica apenas quatro segundos dentro do box e a eficácia do produto é de quatro horas.

Os boxes podem ser utilizados das 6h às 20h de segunda a sexta, e das 10h às 18h aos sábados e domingos.

 

Obra na rua Cavour muda trajetos de linhas de ônibus

Desde a segunda-feira, dia 20, cinco linhas de ônibus que operam na região da Vila Prudente tiveram seus itinerários alterados durante a realização de obras na altura do número 259 da rua Cavour, próximo à rua Itamumbuca. Os trabalhos no local devem se estender por 20 dias.

Confira as linhas e as respectivas mudanças nas linhas:

3134/10 Shop Aricanduva – Metrô Tamanduateí
Ida:normal até a Rua do Orfanato, Pça. Pe. Damião, Rua Cap. Pacheco e Chaves, Av. Paes de Barros, Av. Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, Rua Dr. Roberto Feijó, prosseguindo normal.
Volta: sem alteração.

3112/10 Vila Industrial – Metrô Belém
Ida:normal até a Rua do Orfanato, Rua Américo Vespucci, Av. Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, Rua Ibitirama, prosseguindo normal.
Volta: sem alteração.

4025/10 Vila Califórnia – Metrô Tatuapé
Ida:sem alteração.
Volta:normal até a Rua do Orfanato, Pça. Pe. Damião, Rua Cap. Pacheco e Chaves, Av. Paes de Barros, Av. Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, prosseguindo normal.

4031/10 Pq. Sta. Madalena – Metrô Tamanduateí
Ida:normal até a Rua do Orfanato, Rua Américo Vespucci, Av. Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, prosseguindo normal.
Volta: sem alteração.

4029/10 São Mateus – Term. Vila Prudente
Ida:normal até a Rua do Orfanato, Pça. Pe. Damião, Rua Cap. Pacheco e Chaves, Av. Paes de Barros, Av. Prof. Luiz Ignácio Anhaia Mello, Rua Dr. Roberto Feijó, prosseguindo normal.
Volta: sem alteração.

Alterações em linhas no Jardim Independência

A São Paulo Transportes (SPTrans) informa que a partir do próximo sábado, dia 25, quatro linhas de ônibus que atendem as ruas Dário Meira e Marcelo Muller, no Jardim Independência, terão seus itinerários alterados por questões operacionais.

Confira as mudanças:

4025/10 Vl. Califórnia – Metrô Tatuapé
Ida: sem alteração.
Volta: normal até a Pça. Maurício Domingos, Rua Dario Meira, Rua Marcelo Muller, Rua Cândido Sales, prosseguindo normal.
Os passageiros que utilizam a linha nos pontos da Rua Ártia, 317, e Rua Secundino Domingues,700, poderão utilizar a linha no ponto da Rua Dário Meira nº 52.
Os passageiros que utilizam a linha no ponto da Rua Orlando Calixto, 607, poderão utilizar a linha no ponto da Rua Marcelo Muller, 1.504.

4031/10 Pq. Sta. Madalena – Metrô Tamanduateí
519M/10 São Mateus – Museu do Ipiranga
Ida: normal até a Av. do Oratório, Rua Orlando Calixto, Rua Secundino Domingues, Rua Ártia, Pça. Maurício Domingos, Rua Suzana, prosseguindo normal.
Volta:sem alteração.
Os passageiros que utilizam a linha no ponto da Rua Orlando Calixto,607, poderão utilizar a linha no ponto da Rua Secundino Domingues, 701.
Os passageiros que utilizam a linha no ponto da Rua Dário Meira, 23, poderão utilizar a linha no ponto da Rua Artia. 322.

373M/10 Jd. Guairacá – Shop. Metrô Tatuapé
Ida: normal até a Av. do Oratório, Rua Orlando Calixto, Rua Secundino Domingues, prosseguindo normal.
Volta:sem alteração.
Os passageiros que utilizam a linha nos pontos da Rua Orlando Calixto,607; Rua Dário Meira, 23; e Rua Artia, 317, poderão utilizar a linha no ponto da Rua Secundino Domingues, 701.

Jardim Anália Franco ganha Cine Drive-In

Para conter a disseminação da Covid-19, uma opção que vem sendo adotada na capital paulista é a retomando da tradição nostálgica do Cine Drive-In.

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Licenciamento, autorizou a realização do primeiro Cine Drive-in da região leste. O espaço está montado na avenida Regente Feijó, 1540, no Jardim Anália Franco.

São oferecidas sessões de quinta a domingo. Veja a programação e os valores no site www.cineauto.com.br.

Por recomendação da Vigilância Sanitária, cada sessão comporta até 124 veículos. Os veículos ficam a uma distância de dois metros, diante de uma tela de 100 m² e altura de sete metros.