Restaurante Kilão: 32 anos de comida caseira em Vila Prudente

A comidinha caseira bem temperada e saborosa foi a grande responsável pela transformação da pequena lanchonete no número 503 da rua do Orfanato em um dos principais restaurantes de Vila Prudente e o pioneiro na venda de almoço self service por quilo no bairro. Neste mês, o Restaurante Kilão comemora 32 anos oferecendo qualidade, prazer e satisfação aos clientes.

Tudo começou na década de 80 quando a família Fiorentino adquiriu o antigo bar que já funcionava no endereço e tiveram que abusar da criatividade para fazer o negócio crescer com rapidez. “Começamos a prestar atenção no entorno, era um período de construção de prédios residenciais e pensamos em opções para atrair esses trabalhadores. Incluímos petiscos e doces caseiros no cardápio do bar e o movimento foi aumentando. Como morávamos nos fundos, minha mãe fazia o almoço para a família e um amigo, que sempre vinha comer conosco, saia pela lanchonete fazendo propaganda. Logo começaram os pedidos”, lembra Tânia Mara que administra o Kilão junto com os pais, Job e Elidia, e o irmão Ricardo. “Nessa época, não existiam tantos restaurantes por quilo em São Paulo. Eu já conhecia alguns no Itaim Bibi, expliquei para minha mãe como funcionava, ampliamos o nosso espaço e fundamos o primeiro restaurante por quilo de Vila Prudente”, ressalta Tânia.

O restaurante cresceu, mas a comida caseira com os temperos da Dona Elidia permaneceu fazendo cada vez mais sucesso entre os clientes, tanto que o Kilão ganhou uma ‘vovozinha’ como personagem mascote em homenagem ao seu talento culinário. A ideia é mostrar que os clientes podem comer uma “comida de vó” todos os dias, basta irem ao Kilão.

Para atender novos paladares, o restaurante também incluiu pratos japoneses e sírios entre as opções no buffet de almoço. Ao longo do dia a lanchonete oferece ainda os famosos lanches de Shawarma, uma opção de refeição rápida e deliciosa.

O Kilão conta também com o serviço de buffet para eventos empresariais, como café da manhã ou coffe break, entre outros, além de comemorações e confraternizações em geral.

Para esse Natal, o Kilão lançou o Marmitone, um delicioso pão natalino na versão doce ou salgada, feito na marmita retrô que resgata a velha tradição de fazer uma marmita saborosa para o ente querido. Enfim, não faltam motivos para fazer uma visita ao Restaurante Kilão!

Restaurante Kilão: rua do Orfanato, 503, Vila Prudente – telefones: 2063-9363 e 2591-2109. Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 8h às 18h30 lanchonete e das 11h às 15h buffet de almoço.

Gêmeos Esfiha: a casa de especialidades árabes na Vila Prudente

Desfrutar de uma culinária diferenciada, ao lado de familiares e amigos, em um ambiente agradável e com ótimo atendimento. É a proposta da Gêmeos Esfiha, casa de especialidades árabes localizada na rua do Orfanato, 487, região central de Vila Prudente.

No confortável salão com 40 lugares e várias alusões ao mundo árabe em sua decoração, os clientes podem apreciar as deliciosas iguarias servidas quentinhas na mesa. Além da variedade de esfihas, que são o carro-chefe da casa, fica a sugestão de provar os deliciosos kibes fritos, que podem ser degustados na versão só de carne ou recheados com catupiry, homus, coalhada seca ou chancliche. Também há opção do tradicional kibe cru e a novidade no cardápio é o kibe assado para quem procura uma versão mais light. Todos levam trigo e temperos especiais que garantem o sabor delicioso.

Outra indicação é o beirute, que a Gêmeos Esfiha prepara em uma massa de criação própria ao invés de usar o pão sírio. O cardápio conta ainda com vários pratos típicos quentes ou frios, como charutos com repolho ou folha de uva, arroz com lentilhas, tabule, homus, babaganuche, coalhada seca, entre outros. Destaque ainda para a vitrine com os deliciosos doces sírios.

Desde junho, a Gêmeos Esfiha oferece almoço com buffet self service por quilo de terça a sábado, das 11h40 às 15h. Também com ênfase para a culinária árabe, o almoço é uma oportunidade dos clientes experimentarem vários pratos do cardápio a la carte.

“Temos um delivery muito forte, mas convido os nossos cliente que ainda não conhecem a nossa casa, a passarem por essa experiência de provarem os nossos pratos, servidos quentinhos em um salão muito confortável e com funcionários experientes no atendimento”, ressalta Ana Paula Rocha Reis, filha do idealizador da Gêmeos Esfiha, Elias Rocha de Lima que, com mais de 40 anos de experiência na gastronomia árabe, realizou o sonho de ter o seu próprio restaurante. Para ajudar a garantir o sabor e a qualidade das diversas iguarias oferecidas, Elias convidou Enoque Rocha de Lima, que além de acumular o mesmo tempo de experiência no ramo, é o seu irmão gêmeo, originando o nome Gêmeos Esfiha.

Gêmeos Esfiha: rua do Orfanato, 487 (esquina com a rua Américo Vespucci), Vila Prudente. Telefones: 2061-7741 e 2061-8687. Horários de funcionamento: de terça a sábado das 10h às 23h e de domingo e segunda das 18h às 23h.
A origem do kibe

Kibe ou quibe é um prato típico do Oriente Médio. O nome deriva de kubbeh que em árabe significa bola. No início, era mais uma “bolinha” ou bolinho de carne típico das classes menos favorecidas, pois a carne era misturada ao trigo para render e poder alimentar toda a família.

Com o tempo, incrementando com várias especiarias, o kibe tornou-se um prato famoso e consumido no mundo todo. No Brasil, chegou através de imigrantes que incorporaram essa receita tipicamente árabe em nosso país.

Cru, frito ou assado? Não importa a forma, essa delícia conquistou o mundo. Fica ainda mais saboroso acompanhado de tabule, homus ou coalhada! Que tal passar na Gêmeos Eshiha e degustar o seu?

Fricassé de Frango é a receita vencedora de concurso

Aconteceu no final de abril, na Panificadora Cepam, em Vila Prudente, a cerimônia de premiação do primeiro concurso de culinária “Papo e Cozinha”. O vencedor foi Diogo Alonso Júnior, de 27 anos, com a receita Fricassé de Frango com Batata ao Murro. Ele conseguiu 1.377 visualizações do seu vídeo no Youtube e foi premiado com uma Smart TV Led com ultra definição de 43 polegadas.

Para Júnior foi uma grande surpresa vencer o evento, pois contou que se inscreveu sem a pretensão de ganhar, apenas como forma de homenagear a mãe que faleceu no ano passado. “Fique sabendo do concurso em um passeio pelo Central Plaza Shopping e me inscrevi nos minutos finais antes de encerrar o prazo. A receita que escolhi era muito bem feita pela minha mãe. Resolvi homenageá-la e deu certo”, conta Júnior, que trabalha como cozinheiro profissional há dois anos. “Achei um evento muito bem organizado e transparente. Essa vitória será um grande incentivo neste início de carreira”, completou.

papo-e-cozinha-grandeOs outros três finalistas também foram premiados conforme a classificação geral. Em segundo lugar ficou Elaine Villalva Creatto com a receita Berinjela a Almeria. Ela recebeu uma adega climatizada. Em seguida ficaram Denise Licastro Citro com a receita Nhoque de Madioquinha Frito, premiada com um forno micro-ondas de 20 litros e Ricardo Quicoli com a Torta Diferente, que recebeu um conjunto de panelas em aço inox com 17 peças. O concurso teve 74 inscritos e mais de 25 mil acessos em todo o processo de produção.

“Fiquei muito satisfeito com a repercussão do evento. Foram mais de 25.000 acessos registrados aos conteúdos do concurso na internet (Facebook, Youtube e site oficial). E apesar de ser uma competição on-line, onde os concorrentes não se conheciam, foi muito legal ver o clima descontraído e de confraternização na cerimônia de entrega”, afirmou o coordenador do concurso Renato Chiantelli.

O Papo e Cozinha foi uma promoção da Folha, Central Plaza Shopping e Panificadora Cepam. Contou também com o apoio da Valor Contábil Consultoria, Supermercados Yamauchi, Zelina Pneus, Flowers Perfumarias, Rosélis Farmácia de Manipulação, Chocofesta e Colégio João XXIII.

CEU Vila Prudente: entrega só em 2017

ceu-vila-prudente

Alunos da rede municipal da região que anseiam estudar e usufruir das atividades do Centro de Educação Unificado (CEU) Vila Prudente, que está sendo construído desde dezembro de 2015 nas dependências do Clube Escola Vila Alpina, terão que aguardar mais um ano para frequentar a unidade. Previstas inicialmente para serem concluídas neste mês, as obras do CEU estão bastante atrasadas e, segundo a Prefeitura, a nova previsão de entrega é apenas no segundo semestre de 2017.

Nesta semana a Folha questionou a Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras sobre o atual estágio da obra e, de acordo com o órgão, os trabalhos caminham em ritmo normal com cerca de 50% do total concluído. Foi ressaltado que neste momento os funcionários realizam serviços de alvenaria, revestimento de esquadria metálica e cobertura do prédio.

Indagada pela reportagem sobre o motivo do não cumprimento do prazo inicial, a Prefeitura reafirmou a justificativa do prefeito Fernando Haddad (PT) utilizada em visita ao canteiro de obras em agosto deste ano: “Estamos aguardando o recebimento de recursos da União. Estava prevista a entrada de R$ 162 milhões, mas, por enquanto, ainda não veio nada. Assim que entrar esta verba em poucos meses conseguiremos finalizar este CEU”, citou o prefeito na época. Segundo a SIURB, o montante ainda não foi liberado e não há previsão de quando será destinado.

Enquanto a obra não é concluída, os usuários do Clube Escola Vila Alpina também estão sendo prejudicados. Grande parte do espaço está interditada para o andamento dos trabalhos e, com isso, importantes equipamentos estão inutilizados, como um dos campos de futebol, o ginásio poliesportivo e as piscinas.

O Território CEU Vila Prudente está projetado para funcionar em um prédio vertical de 10 mil m² composto por cinco pavimentos equipados com laboratórios, salas de aula, artes, música, cultura digital, estúdio de gravação, biblioteca, teatro, piscina semiolímpica coberta e aquecida e quadra poliesportiva. A proposta da unidade visa ainda integrar o novo equipamento aos já existentes no entorno, como escolas, espaços culturais, esportivos, entre outros. No projeto consta ainda que todas as novas unidades contarão com um Centro Municipal de Educação Infantil Integrado (CEMEI), para atender mais de 500 alunos de 0 a 6 anos.

Tucanos vão comandar Mooca e Vila Prudente

subprefeitos

O vice-prefeito eleito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), que também responderá pela Secretaria das Prefeituras Regionais, anunciou em coletiva na manhã da última quarta-feira, dia 7, os últimos 12 prefeitos regionais – atualmente chamados de subprefeitos – que vão compor o governo a partir de janeiro de 2017. Entre os nomes, foram apresentados Paulo Sergio Criscuolo e Jorge Farid Boulos para responder pela Mooca e Vila Prudente, respectivamente. Ambos são moradores há décadas das regiões que vão administrar e são integrantes dos Diretórios locais do PSDB (confira abaixo os currículos).

Assim como na semana passada, quando foram conhecidos os outros 20 nomes, o prefeito eleito João Doria (PSDB) não participou da apresentação e estava representado pelo futuro Secretario de Governo, Júlio Semeghini. O secretário ressaltou que a escolha dos nomes foi um trabalho árduo e parabenizou Bruno Covas e o futuro secretário-adjunto das Prefeituras Regionais, Fábio Lepique, pela peneira dos currículos apresentados.

Com o quadro dos prefeitos regionais composto, a expectativa de Semeghini é que se reúnam com as atuais equipes nas subprefeituras para fazer uma transição nos mesmos moldes que vem sendo realizada na Prefeitura, entre Fernando Haddad (PT) e João Doria, que o futuro secretário classificou como “republicana”.

Bruno Covas ressaltou que a composição das Prefeituras Regionais ficou bem heterogênea, com representantes das mais diversas profissões e idades – o mais novo tem 25 anos e o mais idoso, 67. “Todos os nomes anunciados têm vínculo com a região onde vão atuar, formação acadêmica e são ficha limpa. Em média, os 32 prefeitos regionais, têm 18 anos de serviços públicos”, resumiu Covas.

Paulo Sergio Criscuolo, conhecido na Mooca como Cascalho, e Jorge Farid mantiveram o mesmo discurso no dia do anuncio: garantiram que não haverá partidarismo nas Prefeituras Regionais e que estão abertos a dialogar com todos os vereadores e lideranças das respectivas regiões. Também querem se reunir com os atuais subprefeitos antes da troca de comando.

Bruno Covas ressaltou que ainda não foi discutido sobre possíveis alterações nos limites territoriais das 32 Prefeituras Regionais. Hoje, a Subprefeitura Mooca é responsável por seis distritos: Água Rasa, Belém, Brás, Mooca, Tatuapé e Pari. A Subprefeitura de Vila Prudente responde pelos distritos do São Lucas e Vila Prudente.
Quem são eles?

Confira os breves currículos dos Prefeitos Regionais divulgados pelo governo eleito:

Mooca – Paulo Sergio Criscuolo: Nascido e morador da Mooca, é engenheiro civil, administrador de empresas e advogado pós-graduado em Engenharia de Segurança . Aposentado da Sabesp, já foi coordenador de Infraestruturas e Obras da Subprefeitura de Vila Prudente e Coordenador do Programa Córrego Limpo. Atualmente é assessor especial na Companhia Paulista de Obras e Serviços. É Conselheiro do Clube Atlético Juventus e do Parque Sabesp Mooca Fiori Gigliotti.

Vila Prudente – Jorge Farid Boulos: Morador da Vila Prudente há 58 anos é bacharel e tem licenciatura em História. Lecionou em diversas escolas da região. Tem participação social junto aos Conselhos Comunitários de Segurança, Associação Comercial, Rotary e Clubes de lojistas. Foi assessor da Subprefeitura de Vila Prudente. Atualmente é comerciante.

Rotary Água Rasa entrega filtros para gestantes

rotary

No último dia 24, o Rotary Club Água Rasa concluiu o Projeto de Subsídio Distrital com a doação de 132 filtros de água para as gestantes participantes do curso de orientação maternal da Casa Transitória Fabiano de Cristo, filiada da Federação Espírita de São Paulo.

O objetivo da ação é promover mudanças nas condições de salubridade em que vivem as famílias atendidas, como forma de prevenir doenças derivadas do consumo de água imprópria; reduzir os casos de diarréia e desidratação infantil; contribuir para a conscientização da necessidade do uso racional da água; colaborar com programas de educação da gestante no trato do recém-nascido e da importância da higiene na alimentação.

Segundo integrantes do Rotary Água Rasa, considerando-se que cada gestante representa uma família de cinco integrantes, serão beneficiadas cerca de 600 pessoas.
Participaram da entrega dos filtros os rotarianos: Áureo Vitti, presidente do ano rotário 2016/2017, sua esposa Magali Maldonado Vitti, Sérgio Roberto Pereira Cardoso e Osvaldo Faria de Arruda.

Reunião de clube de Negócios reuniu 80 empresas

associacao-comercial

Aconteceu na terça-feira, dia 29, a primeira reunião do Clube de Negócios das regiões Mooca e Vila Prudente na sede da Associação Comercial de São Paulo – Distrital Mooca. Inicialmente previsto para receber 50 empresas, o evento superou as expectativas e reuniu cerca de 80 empresários e donos de comércio.

Na ocasião foram abordadas a formação do Clube, os princípios que o regem, regras de funcionamento e participação. A apresentação da dinâmica e dos benefícios que o membro do Clube terá foi feita pelo consultor e conselheiro da Distrital Mooca, Dimitrios Asvestas. Ele fez um diagnóstico rápido do mercado atual, mostrando que enquanto postos de trabalho se extinguem, outros tantos surgem quase que ao mesmo tempo, com novas demandas e outras realidades a serem exploradas. “As palavras chave nesse processo são: dinamismo, senso de oportunidade, reinvenção. A maior vantagem de fazer parte do Clube é que nessa parceria todo mundo sai ganhando. Trabalhar informações inteligentes e estabelecer parcerias entre as empresas locais estão no foco do Clube de Negócios”, explicou.

O superintendente da Distrital Mooca, Francisco Antonio Parisi fez uma análise positiva da primeira reunião. “Entendo que conseguimos atingir o primeiro objetivo após o grande encontro realizado em outubro, que era o de aproximar a classe empresarial local. O detalhe é que muitos dos presentes não eram associados, o que mostrou a força do nosso alcance e o interesse gerado para potencializar os negócios”, comentou.

A próxima reunião do Clube está sendo planejada para janeiro em data a ser definida e divulgada em breve, mas o grupo que coordena o Clube já se reúne hoje para estabelecer as pautas que serão discutidas nos próximos encontros.

Interessados em obter informações sobre o Clube de Negócios podem entrar em contato pelos telefones 3180-3092 e 3180- 3093 (falar com Daniela ou Márcia).

Câmeras de vigilância ajudam a prender dupla

camera

No último dia 23, dois homens foram detidos por policiais militares da 4ª Companhia do 21º Batalhão ao tentarem furtar um veículo na rua Francisco Polito, na Vila Prudente. A prisão foi possível graças ao sistema de câmeras de vigilância implantado há cerca de dois anos pelos moradores das ruas Francisco Polito, Itanhaém, Torquato Tasso, Doutor Sanareli e Moraes do Rêgo. As imagens flagraram a ação e um dos moradores acionou a polícia, que surpreendeu a dupla.

De acordo com um dos residentes da rua Francisco Polito, há duas semanas as câmeras já haviam registrado o furto de um veículo na via e a utilização de um caminhão com caçamba na fuga. “Conseguimos identificar a placa do caminhão e os vizinhos ficaram em alerta. Na semana passada, um dos moradores observou o veículo passando pelas ruas novamente e informou à PM. Em instantes uma viatura apareceu e deteve dois criminosos. As imagens mostram que um homem tenta abrir um carro enquanto o comparsa aguarda no caminhão. Assim que a viatura entra na rua, eles tentam fugir, mas são rapidamente impedidos”, conta o morador que aderiu ao sistema de vigilância chamado de Vizinhança Solidária. De acordo com ele, atualmente estão instaladas 48 câmeras pelas ruas da redondeza e são mantidas por cerca de 65 famílias. “Todos possuem acesso 24 horas às imagens através de computadores e celulares. Quando há alguma atitude suspeita, alertamos uns aos outros”, explica.

Segundo o cabo Polera, que participou da ação com o soldado Madalhano, o sistema de vigilância foi fundamental para a localização dos criminosos. “Assim que recebemos a informação de que homens em um caminhão estavam agindo na região, começamos a procurar os suspeitos. Logo que entrarmos na Francisco Polito nos deparamos com o motorista tentando fugir e o comparsa correndo. Conseguimos detê-los e demos voz de prisão”, explica Polera.

Os policiais contaram que os assaltantes eram funcionários de uma empresa de reciclagem da cidade de Guarulhos e utilizavam o caminhão da firma para praticarem furtos no horário de serviço. A dupla já possuía passagens por furto, roubo e receptação. O caso foi encaminhado ao 56º Distrito Policial – Vila Alpina e registrado como furto qualificado.

Equipamentos auxiliaram elucidação de homicídio na região

Há dois meses, o sistema de câmeras de vigilância também auxiliou a Polícia Civil nas investigações do assassinato de um jovem publicitário de 26 anos, que foi morto durante roubo na esquina da rua Cavour com a Francisco Polito.

Em entrevista à Folha na ocasião, a delegada titular do 56º Distrito Policial – Vila Alpina, Silvana Santieri, informou que a identificação e a prisão da dupla envolvida no homicídio só foram possíveis graças às imagens das câmeras nas vias. “Essa iniciativa dos moradores ajudou muito na elucidação do caso. Através destes equipamentos, conseguimos observar quem foi o autor do disparo que matou o jovem e identificar o carro utilizado na fuga, cujas características são idênticas ao veículo utilizado por dois homens detidos alguns dias depois em outra localidade. Até as manchas no capô e uma fita vermelha eram as mesmas. Com a certeza do mesmo carro, acionamos as testemunhas que foram mantidas em sigilo. De imediato uma delas identificou quem atirou na vítima na Vila Prudente”, declarou a delegada.

Moradores e comerciantes apontam falhas em obra na avenida Vila Ema

avenida-vila-ema

No dia 30 de outubro a Prefeitura iniciou a aguardada obra de drenagem da avenida Vila Ema, entre as ruas Maria Fett e Herwis. O serviço inclui a manutenção da malha viária, com melhoria do pavimento, reforma das calçadas, sarjetas e sarjetões, drenagem, além da construção de galerias e bocas de leão. No entanto, o trabalho tem gerado críticas. Moradores e comerciantes instalados no trecho apontam falhas e serviços mal feitos.

Um dos problemas é a construção das bocas de leão que foram implantadas na sarjeta para a absorção da água da chuva. “A proposta de utilizar este dispositivo é válida, mas não se atentaram para a sustentação correta. Essas bocas ficam no meio fio da sarjeta, por onde passam carros, o que demanda uma estrutura mais consistente. Em poucos dias uma dessas bocas de leão foi destruída e precisou ser refeita. Outra já começou a quebrar. A Prefeitura precisa fiscalizar os trabalhos da empresa contratada com mais eficácia. Estão sendo gastos quase R$ 2 milhões, não podem trabalhar de qualquer forma. Será inadmissível se aprovarem a entrega da obra na atual situação”, afirma o comerciante Antonio Geraldo Bueno, que fiscaliza o serviço diariamente para evitar a repetição de erros do passado e o desperdício de dinheiro público.

Outro problema relatado pelos comerciantes é a poeira proveniente do cimento utilizado na reforma das calçadas. “Faz 20 dias que o calçamento foi concluído e ainda solta muita poeira. A situação ameniza um pouco em dias de chuva, mas, mesmo assim, a sujeira continua. Sou obrigada a limpar várias vezes por dia as prateleiras da minha loja, pois ficam repletas de pó”, conta a lojista Maria Parente.

Quem também reclama da poeira é Thallyta Nascimento, responsável por uma pastelaria localizada no trecho em obras. “Trabalhamos com alimentação e estamos sendo prejudicados com este pó. Estou com crise alérgica desde que cimentaram a calçada. Isso não pode continuar assim. Deveriam ter utilizado um material melhor, que não ocasionasse esse problema”, comentou.

Outra situação questionada é a do asfalto da avenida. Embora a via esteja preparada para receber o novo recape, há vários buracos que precisarão de mais atenção. “Estamos observando várias lombadas e valas que antes não existiam. Esperamos que esses problemas sejam solucionados e a avenida recebe um pavimento adequado”, finaliza Bueno.

Subprefeitura de Vila Prudente se manifesta

Contatada pela Folha, a Subprefeitura de Vila Prudente, responsável pela obra, informou que funcionários da unidade fiscalizam com frequência os serviços. Foi ressaltado que a obra ainda não foi paga e o dinheiro só será liberado após a conclusão, avaliação e aprovação da Prefeitura.

A Subprefeitura afirmou que a obra ainda está em execução e, devido ao deslocamento de caminhões e máquinas pesadas, pode ocorrer algum tipo de dano em serviço já executado, como o que aconteceu na boca de leão.

Sobre as calçadas, a Subprefeitura esclareceu que foi utilizada a técnica chamada ‘Piso Vassourado’, que consiste na execução do piso sarrafeado e depois a aplicação de um vassourão texturizador, criando ranhuras no concreto. Além disso, o acabamento é antiderrapante, como um contrapiso e, depois dessa etapa, é dado um acabamento mais fino, através de argamassa de alto desempenho.

Em relação ao asfaltamento foi citado que o serviço encontra-se na fase do reforço na base do pavimento e o término da recuperação da pavimentação será antecipado – previsto para 15 de dezembro.